top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

6 Tendências Inovadoras do Mercado Imobiliário

Fique por dentro de algumas novidades do mercado imobiliário para 2023



A startup UBlink – proptech focada em locação, compra e venda de imóveis – chegou ao mercado há pouco mais de seis meses e já puxa a fila em inovações tecnológicas que são tendências, no curto prazo, e se mostram fundamentais diante das mudanças de comportamento aceleradas pela pandemia de covid-19.


“O amanhã é agora”, afirma Rogério Santos, um dos fundadores da UBlink. Com mais de 30 anos de experiência no setor imobiliário, o empresário listou algumas novidades do mercado:



1 - Volta aos grandes centros


Durante os dois anos de isolamento social e trabalho remoto, muita gente trocou a vida nos grandes centros pela possibilidade de morar mais perto da natureza, em cidades do interior ou do litoral.


Com a retomada do trabalho nos escritórios, ainda que parcial, vem ocorrendo um movimento de volta aos grandes centros em busca de mais praticidade, no dia a dia, e de maior número de opções de cultura e lazer, além de escolas de referência para os filhos. Isso se reflete na demanda por moradias para compra e aluguel.


2 - Busca por locação


A procura por locação residencial está em alta devido à combinação de valorização da mobilidade, juros elevados, menos tolerância em passar um tempo precioso no trânsito e incertezas decorrentes de este ser um ano de eleições majoritárias. No último quadrimestre, a busca de imóveis oferecidos para alugar, na plataforma da UBlink, cresceu 32%.


“Um país em que as pessoas tinham a cultura de fincar raízes em apenas um lugar começa a se movimentar, como é comum em mercados mais desenvolvidos. Nos Estados Unidos, as pessoas mudam de residência de uma a três vezes ao ano. Ainda estamos longe desse patamar, mas observamos um aumento do número de brasileiros que vê na troca de moradia o caminho para outras mudanças relevantes em sua vida”, diz Santos.


A melhor opção para quem quer experimentar lugares e formas de morar diferentes é a locação, ressalta o fundador da UBlink, por ser mais flexível e simples do que a compra de um imóvel “quando uma mudança repentina se faz necessária”.


3 - Digitalização e simplificação de documentos


A quarentena já tinha acelerado a necessidade do processo de digitalização de documentos e, em agosto deste ano, a MP dos Cartórios foi convertida em lei, possibilitando reduzir o volume de documentação para que quem compra um imóvel tenha segurança jurídica. O processo de compra e vendas está mais rápido, e há processos que levavam semanas e já podem ser realizados em poucos dias ou horas.


4 - Tomada de decisão baseada em dados


Cada vez mais, há dados disponíveis sobre o mercado imobiliário e indicadores que afetam o setor, como regras em relação ao potencial construtivo em cada área da cidade, malha de transporte público, hospitais e escolas no entorno de um empreendimento.


Por meio da plataforma da UBlink, um interessado na compra ou na locação de uma ou mais unidades pode apresentar oferta online ao proprietário e ser informado do percentual estimado de possibilidade de aceite da proposta, conforme os últimos negócios relacionados àquele perfil de imóvel na região.



5- Uso da tecnologia para conhecer detalhes do imóvel e para planejar a decoração


Se o tempo costuma ser escasso para quem procura um imóvel, o mesmo não se pode dizer em relação ao grau de exigência dos clientes, que só aumenta.


Na UBlink, durante a visita virtual a um imóvel, o consumidor consegue, além de ver a planta completa do apartamento, da casa ou da unidade comercial, ter acesso a informações como a posição do sol e tirar medidas dos cômodos para planejar o mobiliário e a decoração.


A plataforma da startup possibilita também buscar imóveis, em endereços de interesse do cliente, como quem caça Pokémon – basta apontar o smartphone para empreendimentos de uma região para saber se há unidades cadastradas na base da UBlink.


“A tecnologia apresentada pela UBlink traz um combo de oportunidades para o consumidor que deseja alugar, vender ou comprar um imóvel. Um dos benefícios é solicitar um corretor, por meio do aplicativo, para realizar a visita presencial, conseguindo acompanhar o andamento do profissional até o local”, conta o fundador da startup.


6 - Segurança


Em um mundo em que dados pessoais são cada vez mais compartilhados e que os relatos de crimes relacionados a inquilinos com informações falsas são crescentes, a UBlink considera que o cuidado com a segurança tem de ser muito superior ao oferecido pela média do mercado. A startup utiliza sistema de segurança da Truora, com rápida checagem se proprietário, cliente e corretor têm antecedentes criminais.


“Direcionamos nossa atuação para oferecer uma experiência única aos nossos clientes, facilitando todo o processo de compra, venda e locação de imóveis e atendendo às dores do mercado”, diz Santos.


Com mais de 2.000 imóveis em carteira, a UBlink intermedia a negociação de imóveis cujo Valor Geral de Vendas (VGV) consolidado supera R$ 2 bilhões.


Veja também:

 

Conheça a "Comunidade Belém Negócios". Faça networking e desenvolva novas habilidades.


Siga o nosso perfil no Instagram.

Comentarios


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page