top of page
Belem-negocios-connection.gif

Colheita de açaí por controle remoto: essa invenção pode revolucionar o mercado; assista ao vídeo

Equipamento em desenvolvimento pode colher mais de 100 cachos numa única manhã sem que operador tenha que subir no pé da fruta


Foto: Divulgação

Um equipamento inovador, desenvolvido pelo Departamento de Engenharia do Açai Kaa, em Belém, chamou atenção no Festival Internacional do Açaí Pará, promovido pelo Governo do Estado, nesta semana. Ainda sem ter sido batizado oficialmente, a máquina automática de colher cachos de açaí promete revolucionar a produtividade do setor, permitindo o acesso a mais de 100 pés da fruta numa única manhã. Pelo menos 10 vezes mais que um peconheiro ou ribeirinho seria capaz de produzir.


Compacto, parecido com um caranguejo, o equipamento é dotado de uma tesoura com uma serra que corta os cachos da fruta e um gancho capaz de segurá-lo para que ele não caia do pé. Com motores à bateria, a máquina sobe sozinha no açaizeiro, faz o corte do cacho, colhe e desce com ele. Tudo por controle remoto.



“Isso garante dignidade ao ribeirinho, evita os acidentes de trabalho e nos ajuda em mutro a eliminar o trabalho infantil. Além disso, amplia a produtividade das roças e acelera a colheita”, destaca o CEO do Açai Kaa, Reinaldo Santos


O equipamento está sendo patenteado mas ainda deve ganhar melhorias. “Esse equipamento trará muitos benefícios ao setor, aplicando a produtividade”, destacou o secretário de agricultura e pesca do Pará, Giovanni Corrêa Queiroz, ao conhecer o equipamento.


Veja como funciona :



Cabo Via

Em parceria com a Bamak Equipamentos, de Santa Catarina, o Açaí Kaa também levou ao Festival um sistema de cabovias, já usado para coleta de frutas e que pode atender também o açaí, ampliando o acesso às áreas de produção e auxiliando também no manejo das florestas de açaí. O Sistema da empresa catarinense foi mostrado ao lado de outro produto da engenharia da Kaa: um carro elétrico capaz de percorrer os cabos, carregando um trabalhador e até 100 quilos de fruta. Um equipamento que ainda deve ser acoplado a paineis solares, permitindo o trabalho em áreas de várzeas.


Tanto o cortador quanto o carro elétrico são produtos que a empresa está desenvolvendo para atender e incrementar o mercado como um todo, beneficiarão toda a cadeia produtiva do açaí, inclusive o consumidor da Grande Belém e principalmente o ribeirinho. Segundo Reinaldo Santos, a Açai Kaa está implantando em Belém uma fábrica para o processamento de Açaí. As inovações tecnológicas chegarão em breve ao mercado em parceria com outras empresas do ramo de máquinas e equipamentos.


Leia Mais:

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page