top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Conheça 6 iniciativas inovadoras que utilizam energia renovável

Com o aumento das discussões a respeito da sustentabilidade na Amazônia, o Belém Negócios reuniu iniciativas inovadoras que utilizam a energia renovável como força matriz em diversos ramos de negócios; saiba mais

Foto: Bruno Cecim/ Ag. Pará

As constantes mudanças climáticas que acontecem ao redor do mundo têm contribuído para o avanço no setor de energias renováveis no Brasil. Segundo o ministério de Minas e Energia, a maior parte da energia produzida no país é renovável, vindo majoritariamente das usinas hidroelétricas. Porém, a energia solar já é responsável por 14,8% da matriz energética do país, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR).


No ranking nacional, o Pará está na 13ª posição e lidera a produção de energia solar na Região Norte. Por isso, o Belém Negócios fez esse compilado de iniciativas na região que utilizam a energia renovável. Acompanhe



Fábrica de Açaí

A fábrica de açaí flutuante da Bertolini consegue processar 40 toneladas do fruto por dia e armazenar 300 toneladas de polpa congelada. Pensando na sustentabilidade na geração de energia, a empresa instalou painéis solares tanto em cima quanto ao redor da balsa.


Além de utilizar energia solar, a fábrica também utilizará outro meio renovável, a queima de biomassa. A empresa usará a queima do caroço do açaí para gerar energia através de uma turbina a vapor.


Saiba mais aqui.


YuMi

YuMi, é o robô colaborativo da ABB Robótica em parceria com a ONG norte-americana Junglekeepers, que tem a missão de proteger 55 mil acres de floresta amazônica e reverter o desmatamento. O projeto-piloto foi testado demonstrando a automação de tarefas de plantio em um laboratório na Amazônia peruana.


O robô é movido por energia solar e consegue realizar plenamente a tarefa do plantio de sementes, além de funcionar de forma totalmente remota.


Saiba mais aqui.


Energia para R$4 milhões de pessoas

Pensando em tornar a energia elétrica mais acessível em todas as localidades do Brasil, professores e alunos da UFPA desenvolveram um projeto que possui uma estratégia de gerenciamento energético para um sistema de energia solar híbrido, a partir do armazenamento feito por bateria e bancos de supercapacitores. Os pesquisadores tentam fazer com que o projeto opere de forma autônoma e isolada do sistema de distribuição da concessionária, de forma a manter o fornecimento de energia local.


O projeto é uma parceria da UFPA com a Norte Energia, concessionária da Usina Hidroelétrica de Belo Monte, que investe na pesquisa desde outubro de 2022. A simulação do projeto está prevista para acontecer na Usina em 2024, em Altamira.


Saiba mais aqui.


Turbina sustentável

Pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA) desenvolveram uma turbina que usa o bagaço do açaí e da cana-de-açúcar, alimentos em abundância na região, para gerar eletricidade. Segundo os criadores, a tecnologia é mais segura e limpa do que os geradores a diesel comumente usados por essas populações.


Em teste, o dispositivo gerou energia suficiente para abastecer cinco famílias com média de consumo energético mensal entre 100 e 200 kw/h. Os próximos passos do projeto envolvem testar microturbinas que possam ser otimizadas para o uso individual.


Saiba mais aqui.

Torre La Vie

O Torre La Vie, novo empreendimento da Leal Moreira, no bairro de Nazaré, é um prédio sustentável. Com apartamentos de 188m² e penthouses de 378m², o empreendimento conta com pilares que vão desde a saúde e o bem-estar, até a criação de espaços especiais para crianças e para pets.


Um dos pilares do prédio é o “Ekoliv”, que visa a sustentabilidade da construção. Pensando nisso, foram instaladas placas solares que geram energia para as áreas condominiais. Além da energia renovável, também será implantado um ponto de abastecimento de veículos elétricos e uma área para coleta seletiva de lixo.


Saiba mais aqui.


Fort Litoranium

A construtora e incorporadora Estrutura Engenharia, anunciou o lançamento do Fort Litoranium, em Salinas, nordeste paraense. O empreendimento será o prédio residencial mais alto da cidade, com 22 andares. Além disso, a construção possui todos os apartamentos voltados para o mar e se encontra a apenas 200m da praia.


Como, cada vez mais, a sustentabilidade faz parte dos negócios, a Estrutura Engenharia agregou o conceito “Green Buildings” ao empreendimento e irá instalar placas de energia solar para todas as áreas comuns do condomínio, além de implementar a cultura da coleta seletiva.


Saiba mais aqui.


VEJA MAIS


Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page