top of page
Belem-negocios-connection.gif

Belém é escolhida para participar de programa que fortalece negócios na área de turismo


Turismo Belém
Vista do Mercado Ver-o-Peso, uma das atrações turísticas de Belém. Foto: William Costa/ Portal da Amazônia

Belém está entre os municípios que irão fazer parte do Programa Turismo Futuro Brasil.  O Sebrae e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) escolheram 12 cidades, das cinco regiões brasileiras, nas quais serão aplicados a estratégia de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI),  com o objetivo fortalecer os negócios da área do turismo.


Grande notícia para nosso estado, que registrou crescimento no número de turistas em 2022: de 699 mil visitantes no ano de 2021, saltou para 938 mil turistas no ano passado, um aumento de 34%.


Além da capital paraense, na região Norte, foi selecionada Novo Airão (AM); Pirenópolis (GO) e Bonito (MS),  fram escolhidas no centro-oeste; Penedo, São Luís e Recife, no Nordeste; Curitiba e Bombinhas (SC), no Sul; Belo Horizonte (MG), Ilhabela (SP) e Paraty (RJ), no Sudeste.


A primeira reunião com o grupo de selecionados ocorrerá em São Paulo no dia 4 de abril, durante a WTM.


Um dos destaques do edital foi incluir critérios que possibilitaram a participação de municípios de pequeno porte como se pode observar no resultado dos destinos selecionados.

“Um destino turístico inteligente, conceitualmente, é o local que gerencia dados para conhecer o perfil do turista que o visita, é comprometido com a sustentabilidade e gera experiências positivas tanto aos visitantes, quanto aos moradores da região”, ressalta a coordenadora de Turismo do Sebrae, Ana Clévia Guerreiro.

Entre as principais iniciativas que os destinos podem aplicar estão a implantação de acessibilidade, acesso à internet em pontos estratégicos, facilitação no acesso de informações turísticas, criação de aplicativos de suporte aos visitantes, entre outras.


“O processo dos Destinos Turísticos Inteligentes é inclusivo. Está sendo feito de forma integrada aos parceiros, respeitando a extensa região geográfica do nosso país e sua diversidade. Vamos unir as estratégias disponíveis, contribuir para a competitividade dos destinos turísticos, melhorar a estadia dos visitantes, gerar emprego, renda e novos produtos para quem vive do turismo. É uma proposta totalmente centrada na sustentabilidade e no respeito às boas práticas de gestão”, afirma Ana Clévia.

Para Juliana Bettini, especialista em turismo do BID, a iniciativa se destaca por ofertar suporte técnico e especializado para a cadeia econômica dos negócios turísticos.

“O conceito de destinos turísticos inteligentes traz um olhar inovador para a competitividade desses territórios, essencial para que superem os efeitos negativos da pandemia de forma sustentável. A parceria entre BID e Sebrae nasce justamente da necessidade de apoiar essa recuperação sustentável e resiliente dos destinos brasileiros, mas incorporando a ela a inovação”, pontua.

A seleção


O edital do “Programa Turismo Futuro Brasil” foi lançado em setembro de 2022 com objetivo de selecionar, inicialmente, 10 destinos turísticos no Brasil que seriam apoiados com a elaboração e/ou implementação de suas estratégias de Destinos Turísticos Inteligentes. O amplo número de candidaturas recebidas e a qualidade dos projetos motivou a seleção de dois municípios a mais. De acordo com a organização, três premissas fundamentais guiaram o edital:


  • Dar oportunidade de participação de quaisquer municípios, desde que estivessem no Mapa do Turismo Brasileiro 2022 do Ministério do Turismo (MTur).

  • Proporcionar a representatividade das cinco regiões brasileiras entre os destinos selecionados para o apoio.

  • Selecionar destinos com perfis distintos, de pequeno, médio e grande porte.


Fonte: Sebrae


VEJA MAIS


Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page