top of page
Belem-negocios-connection.gif

Starlink na Amazônia: Entenda o Projeto de Elon Musk no Brasil

Tudo o que você precisa saber sobre a vinda da Starlink na região Norte do Brasil



Elon Musk está no Brasil para se encontrar com o autoridades brasileiras e empresários. A visita bastante movimentada já resultou em anúncios aguardados, como a parceria com a Starlink, empresa que faz parte da SpaceX (do empresário sul-africano) que vai oferecer internet banda larga via satélite para toda a região Norte do Brasil. Segundo Elon Musk, a estrutura será usada para monitorar a floresta amazônica e oferecer internet para 19 mil escolas em áreas rurais.


O Ministério das Comunicações confirmou a informação, dizendo que será usada "tecnologia avançada para a preservação da floresta amazônica, com monitoramento de desmatamentos e incêndios ilegais".



Mas até o momento, não foram divulgados detalhes sobre como vai funcionar o projeto. Entre as reuniões que já aconteceram, o empresário se encontrou com um grupo de executivos brasileiros, a maioria de empresas de telecomunicações. O que sinaliza um acordo para agilizar o processo, uma ajuda local para explicar como funciona o mercado. Leia-se: preços.


Quem são os empresários brasileiros que participaram do encontro com Elon Musk:


André Esteves – BTG Pactual

Alberto Leite – FS

Ricardo Faria – Granja Faria

Zeco Auriemo – Grupo JHSF

Flávio Rocha – Riachuelo

Carlos Sanchez – EMS

Rubens Ometto – Cosan

Rubens Menin – MTV e Inter

Carlos Fonseca – Galápagos

Rodrigo Abreu – Oi

José Félix – Claro

Pietro Labriola – TIM

Alberto Griselli – TIM Brasil


A Starlink promove acesso a internet via satélite, e a SpaceX faz voo espaciais. Até o momento, os valores do acordo não foram divulgados, ou seja, não se sabe quanto a parceria custará para o Brasil — sendo que a empresa vende serviços majoritariamente para clientes convencionais, não para governos.


Para saber quanto os clientes convencionais da empresa paga pela cobertura, clique aqui.



Startlink no Norte do Brasil


A região Norte do país ainda não tem acesso à internet através dos satélites da empresa, como mostra o mapa de cobertura. O que se espera é que isso seja alterado. Desde 2021 a empresa tem feito lançamento de novos satélites, após um acordo firmado nos Estados Unidos entre Musk e o ministro das telecomunicações do Brasil.


Starlink na Amazônia: Entenda o Projeto de Ellon Musk na Região
Imagem: Reprodução/Starlink

Captura de tela feita em 20 de maio de 2022 mostra mapa de cobertura da Starlink no Brasil; região Norte ainda não tem cobertura.


O papel da Starlink seria auxiliar e expandir a conexão de internet na região Amazônica, de forma muito mais acelerada em comparação aos cabos de fibra óptica, por exemplo.


Um dos diferenciais da companhia é fornecer internet por meio de uma constelação de pequenos satélites de baixa órbita, que circulam ao redor da Terra a uma distância de cerca de 550 km — em contraposição, satélites geoestacionários ficam a uma altitude de 35 mil km.


Como resultado, a empresa consegue velocidades na casa dos 100 Mbps (megabits por segundo), enquanto empresas de satélite estacionário tem velocidade na casa dos 20 Mbps, segundo levantamento da Ookla, desenvolvedora do app Speedtest, que mede velocidade de internet em diversas partes do mundo.



Quer saber mais? Siga o Belém Negócios no Instagram e no Google News.

Comentários


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page