top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Confira os 5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30

As obras preparatórias para a COP-30 seguem em andamento. Com isso, a cidade ganhará novos pontos turísticos, dentre eles, cinco novos parques devem ser entregues a população; saiba mais


5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30
Imagem do projeto do Porto Futuro II

Como parte da preparação para a Conferência do Clima da ONU em 2025, a capital paraense está passando por uma série de transformações urbanas e paisagísticas que visam o aperfeiçoamento da máquina turística de Belém.


Confira a seguir cinco novos parques que a cidade deve ganhar para a COP-30 e que permanecerão como patrimônio pra os cidadão após o evento.


1 - Parque da Cidade

5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30

Um dos mais importantes parques que Belém irá ganhar. O local será uma das sedes da COP-30, em 2025, juntamente com o Hangar - Centro de Convenções e Eventos da Amazônia.


O Parque representa a maior intervenção urbana na capital nos últimos 100 anos e conta com um projeto de mais de 500 mil metros quadrados de obras construídas, além de uma área paisagística de 50 hectares.



Segundo o Governo do Estado, o local contará também com um Centro de Economia Criativa, Centro Gastronômico, cinema, estúdio de gravação musical, mercado de produtos regionais, biblioteca, fonoteca, praça de alimentação, a praça marajoara e um ateliê multiuso. Haverá ainda uma Torre de Contemplação, um templo ecumênico, o “Oratório da Água e da Luz”, um Teatro Multiuso, palcos interno e externo e uma Praça de Exposição de Aeronaves, que manterá viva a memória do Aeroporto Brigadeiro Protásio e do Aeroclube de Belém.


2- Porto Futuro II

5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30

O Porto Futuro I foi um marco para a população da capital paraense após anos sem um novo ponto turístico como este. Com a proximidade da Conferência do Clima, partes dos galpões que ficam na Doca serão usados para das continuidade na obra do complexo do Porto Futuro.


Intitulado de Porto Futuro II, o projeto prevê o restauro e revitalização dos Armazéns 04, 04-A, 05, 06, 06-A. Também deve haver a remontagem dos Armazéns 11 e 12, totalizando área de 50.000 metros quadrados.



Além de iniciativas voltadas para a cultura alimentar paraense, incluindo cursos de capacitação; praça central com área infantil; revitalização de nove guindastes, transformando dois deles em mirantes; e a adaptação dos armazéns 11 e 12 para abrigarem um Memorial da Navegação Amazônica, solicitado pela CDP, e um Memorial da Cultura Popular e Patrimônio Imaterial.


3 - Parque Linear da Tamandaré

5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30

O projeto está entre as intervenções urbanas que serão executadas para melhorar a mobilidade, o lazer e a urbanização em Belém. As obras já iniciaram com o levantamento topográfico e social, perfuração de solo, cadastro de moradores e limpeza da área.


O Canal da Avenida Tamandaré tem cerca de 1,4 quilômetro de extensão. Na área serão executados 2,5 quilômetros de pavimentação asfáltica, drenagem, esgotamento sanitário, paisagismo, urbanização, instalação de quatro passarelas e construção de uma subestação com cinco comportas, para controlar o fluxo das marés no canal. 




O investimento de R$ 154.268.278,50 é feito via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).


4 - Parque Linear da Doca

5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30

De acordo com a proposta, a Doca vai se tornar um Parque Linear, oferecendo uma variedade de opções de lazer, esporte e contemplação para seus usuários. O projeto inclui a criação de mirantes, quiosques de alimentação, decks, equipamentos de lazer, parques infantis, academia ao ar livre e espaços de contemplação, todos integrados à paisagem do parque.



O canal será completamente requalificado, destacando-se a implantação de uma passarela-mirante para contemplação da Baía Guajará, além de uma ciclovia integrada ao parque. Próximo ao Parque Porto Futuro, o projeto incorpora o conceito de “traffic calming” ao implantar uma via elevada para conectar os dois parques, proporcionando uma experiência fluida para os usuários.


O projeto conta com um investimento estimado em R$316 milhões e um prazo de execução de 1 ano e 8 meses.


5 - Parque Urbano São Joaquim

5 novos parques que Belém deve ganhar para a COP-30

A expectativa da Prefeitura de Belém era iniciar a obra de requalificação do igarapé São Joaquim no primeiro semestre de 2023, com o processo de licitação sendo aberto ainda em 2022.


O serviço está orçado em R$ 160 milhões e prevê a criação do Parque Igarapé São Joaquim, que terá área de 6,48 hectares e 4,6 km de extensão.



O escritório GRS Arquitetura, de Brasília, foi anunciado no dia 29 de abril de 2022 como o grande vencedor do concurso público nacional do Projeto de Requalificação Urbana Ambiental e Tratamento Paisagístico no Entorno do Igarapé São Joaquim, na bacia do Una. O projeto é de urbanização, sistema de esgotamento sanitário, drenagem pluvial, abastecimento de água, mobilidade urbana e outros.


Leia Mais:













Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page