top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Blockchain: startup paraense explica tudo sobre esse sistema

Atualizado: 12 de set. de 2021

A Tiva, startup paraense especializada em cobrança, explica tudo sobre blockchain. Você sabe o que é e como funciona? Entenda.



As criptomoedas ganham cada vez mais espaço entre o público, afinal, você com certeza já deve ter ouvido falar sobre bitcoins. E, se você conhece essa moeda, precisa saber que por trás dela existe uma tecnologia conhecida como blockchain.

Blockchain: saiba o que significa o termo

Em tradução livre, o termo significa “cadeia de blocos”, e na prática, a cada transferência realizada as transações e informações são registradas em blocos, e cada bloco criado ele se liga ao anterior, o que resulta em uma cadeia.

Dessa forma, podemos entender que o blockchain mantém os registros de todas as transações de forma que não pode ser alterada.


Esses registros estão sempre sincronizados com os computadores que integram a rede do blockchain, assim, em caso de falha ou fraude sempre haverá cópias para recuperação. Caso ocorram alterações elas serão facilmente identificadas e a cópia será invalidada.

O blockchain foi desenvolvido com um sistema de segurança descentralizado, e por isso conta com uma tecnologia que engloba o processamento de cálculos matemáticos e a participação de computadores ao redor do mundo.

O sistema foi criado em 2009 e o objetivo era, desde o ínicio, revolucionar a maneira como lidamos com dinheiro, e ele surgiu junto com o bitcoin.

Mas qual é a importância e como funciona o blockchain?

O sistema descentralizado foi um dos grandes diferenciais que esse sistema trouxe ao mercado financeiro. Assim, os desenvolvedores buscaram criar um sistema em que não houvesse nenhuma autoridade central de controle. Dessa forma, para que ocorra alguma movimentação é preciso que haja um consenso entre pelo menos mais da metade dos computadores que conferem e validam essas transações.

Hoje, o blockchain é um meio de promover trocas confiáveis entre duas partes, só que ao invés de ter uma instituição central fazendo a conferência e registrando as transações, contamos com uma rede de computadores para fazer o trabalho. Esses computadores são o que chamamos de mineradores, eles processam os cálculos matemáticos mais complexos e conferem se ambas as partes envolvidas na transação podem gastar o quanto foi acordado. Sendo assim, todos os computadores trabalham para verificar a veracidade da transação.


Afinal, para o que serve o blockchain?

Ao surgir, a premissa inicial do blockchain era a de facilitar as transferências financeiras, e por ser um sistema que funciona a todo momento, as transações podem ocorrer a qualquer hora e em qualquer lugar do mundo e os custos de operação são baixos.

Mas, o sistema não se resume apenas às criptomoedas, isso porque o modelo trouxe outras inovações para o setor financeiro. Ele possibilita a transferência de documentos e dados, não apenas financeiros.

Algumas redes de supermercados também estão fazendo uso do modelo do blockchain para acompanhar a cadeia de produção de seus produtos, de forma que é possível rastrear a origem de seus alimentos por meio de um QR code no rótulo. Ele também pode ser utilizado para fazer o acompanhamento de estoques e facilitar processos internos de empresas.

O sistema também pode ser um grande aliado do setor de entregas, isso porque esse serviço costuma envolver várias empresas diferentes, e assim o blockchain aja na unificação da comunicação entre todos os diferentes setores.

Com avanços tecnológicos como o blockchain é possível tornar as rotinas de um negócio ainda mais efetivas e rápidas, tudo isso para tornar a vida do empreendedor ainda mais simples.

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page