top of page
Belem-negocios-connection.gif

Pará Lança Edital que Disponibilizará R$ 1,2 Milhão para a Bioeconomia

O período de submissão de propostas inicia nesta quarta-feira (26) e vai até 28 de novembro de 2022


bioeconomia
Lançamento do edital da Fapespa para oportunidades que aliem recursos naturais e a utilização de novas tecnologias - Agência Pará

O Governo do Pará, por meio da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), lançou, na manhã desta quarta-feira (26), no Teatro Estação Gasômetro, um edital de apoio a projetos e pesquisas científicas em bioeconomia, com o intuito de fortalecer o setor no Estado. A chamada pública disponibilizará R$ 1,2 milhão, para auxiliar pesquisadores a desenvolverem estudos que contribuam com a melhoria dos eixos centrais da bioeconomia paraense, como economia regional, infraestrutura de transportes, redes agroecológicas, comércio local e cadeia de pesca artesanal. O período de submissão de propostas inicia nesta quarta-feira (26) e vai até 28 de novembro de 2022.


“É preciso compatibilizar o desenvolvimento econômico com a preservação da floresta em pé. Esse edital é inovador por fomentar pesquisas e proporcionar a criação de um banco de dados sobre a bioeconomia, com isso, teremos ferramentas que irão embasar outras ações governamentais", afirmou o presidente da Fapespa, Marcel Botelho.



O titular da Fundação acrescentou que, "o edital é alinhado ao Plano Estadual de Bioeconomia (Planbio) e o recurso disponibilizado é específico do Estado do Pará. O edital representa um potencial enorme para alavancar pesquisas no nosso Estado”, disse Marcel.


O coordenador de estudos e pesquisas ambientais da Fapespa, Lucas de Sá, é um dos servidores que fizeram parte da criação do edital. “É um orgulho fazer parte dessa construção. A ideia era realizar um edital que desse conta de fazer pesquisas que resolvessem os gargalos das cadeias produtivas e fortalecessem o potencial bioeconômico paraense. Esse instrumento une as missões da Fapespa, de elaboração de estudos e pesquisas e de fomento”, pontua.


Neste edital há um diferencial para as pesquisadoras mulheres que são mães, de acordo com Atyliana Dias, diretora de pesquisas ambientais da Fapespa. “Tivemos um olhar cuidadoso para as pesquisadoras que são mães, que terão pontuação diferenciada prevista no edital. Precisamos ter essa preocupação em garantir um incentivo para que essas mulheres não sejam prejudicadas e sigam na pesquisa sobre a bioeconomia”, explica. O edital irá beneficiar também diversos pesquisadores que atuam na Região Metropolitana de Belém (RMB), assim como em outros municípios paraenses, uma vez que serão destinadas 4 vagas para projetos externos da RMB.


SUBMISSÃO


Para submeter uma proposta a análise, o pesquisador interessado deve, obrigatoriamente, constituir vínculo com algum Instituto de Ciência e Tecnologia (ITC) sediado no Pará e o projeto deve ter, no máximo, 24 meses (2 anos) de execução. Cada proposta inscrita passará por 4 etapas de análise conforme os critérios estabelecidos no edital e, caso, aprovada, será contratada. O valor total que pode ser destinado a um projeto são 120.000,00 reais, divididos entre custos e capital. Sendo, no máximo, 40.000 reais para despesas de custeio, como pagamento de bolsas e compra de materiais de consumo, e 80.000 reais para formação de capital, como compra de bens e livros. Clique aqui e confira o edital.


Veja também:

 

Faça networking e desenvolva novas habilidades. Siga o nosso perfil no Instagram.

Commenti


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page