top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Fazenda de açaí adquire empresa para industrializar produto

A indústria de açaí investiu em empresa de franquias. O objetivo é conquistar o mercado varejista e lançar novos produtos.

Cayo Costa, da Açaí Puríssimo

A Açaí Amazonas começou a funcionar em 2002, como um grupo de pesquisa e desenvolvimento para o plantio de açaí na região amazônica. Foram cinco anos pesquisando e testando questões ligadas ao reflorestamento e manejo do plantio.


Hoje, são 1.400 hectares de açaí irrigados, divididos em duas fazendas localizadas em Óbidos, no Pará. Próxima das plantações está o complexo industrial que processa o fruto de maneira automatizada, com processo de despolpa contínuo, controle automático e envase.


A Açaí Amazonas planta a fruta, a beneficia e a passa por uma industrialização para mandar a restaurantes e empresas. Agora, será usado também para abastecer o Açaí Puríssimo.


O investimento

A venda não envolveu transações financeiras. Ela consiste em um plano de investimento de 5 milhões de reais nos próximos dois anos. Costa continuará na operação, principalmente atuando com marketing.


O investimento será usado para:

  • Lançamento de novos produtos

  • Marketing

  • Estruturação da franqueadora, para contratação de pessoas

  • Abertura de lojas próprias


A Açaí Puríssimo

A Açaí Puríssimo foi criada em 2014, pelo empresário do Distrito Federal, Cayo Costa, que começou a sua carreira no Orkut, onde trocava espaços de publicidade por suplementos alimentares. O que ganhava, vendia. E assim criou sua primeira loja de suplementos em Brasília, em 2012. Em 2014, o empreendedor apostou em seu segundo negócio: açaís.


“Por alguns anos, a marca de açaí tinha o mesmo nome da de suplemento”, diz Costa. “Mas em 2018 passei por uma reformulação do negócio. Quis deixar a operação escalável e com foco na saúde e na sustentabilidade. Foi assim que nasceu o Açaí Puríssimo”.


Cinco anos depois, a Açaí Puríssimo já atingiu um faturamento anual de 5,5 milhões de reais. Ela cresce pelo modelo de expansão por franquia. Agora, acaba de ser vendida para a Açaí Amazonas, que quer entrar no ramo varejista.


Franquias

A ideia da franquia do Açaí Puríssimo é ter uma operação enxuta. Por isso, ela opera com um funcionário que serve o produto e um token de autoatendimento para o pagamento.


O investimento para abrir uma franquia da empresa parte dos 150.000 reais. O tempo de retorno é de 18 a 24 meses, com um faturamento médio de 40.000 reais.


Entre os próximos passos, querem focar nas regiões em que já estão com uma unidade, para ter presença forte nesses Estados, como Santa Catarina e São Paulo.


Fonte: Exame



VEJA MAIS


Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page