top of page

Empresas paraenses se destacam em ranking nacional de negócios em expansão

A segunda edição do maior anuário de empreendedorismo do Brasil foi divulgada em evento nesta quinta-feira, 27, em São Paulo


Jurunense home center
Imagem: Divulgação

A EXAME revelou nesta quinta, 27, as empresas selecionadas para a segunda edição do Ranking EXAME Negócios em Expansão, uma iniciativa da EXAME, do BTG Pactual (do mesmo grupo de controle da EXAME) e suporte técnico da PwC Brasil.


Neste ano, a lista traz 335 empresas de 22 estados, representantes das cinco regiões do país. Em relação ao ano de 2021, o número de selecionadas representa aumento de 63%.


O ranking é uma forma de reconhecer os negócios e celebrar o empreendedorismo no país. Com gestões eficientes, análise de oportunidade, novas estratégias e um bom jogo de cintura, os executivos no comando desses negócios conseguiram avançar no mercado mesmo em um ano que difícil, por vezes sem direção definida de cenário, e levaram as suas companhias a outro patamar.


Como as empresas foram selecionadas


O levantamento é dividido em cinco categorias e considera a evolução da Receita Operacional Líquida (ROL) de um ano para o outro. Quanto maior o crescimento, melhor posicionada a companhia. Para a análise, as empresas enviaram documentos como a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) e o balanço financeiro para a aferição, realizada pela PwC Brasil.


A etapa seguinte foi a checagem dos perfis das companhias. Ao longo dos últimos meses, os times do BTG, EXAME e PwC fizeram análises à procura de elementos potencialmente sensíveis sob o ponto de vista de compliance. As empresas validadas após esses processos entraram para o ranking.


30 a 150 milhões 2º lugar: Grupo IETAAM – De Belém, no Pará, o grupo IETAAM tem um amplo portfólio de cursos técnicos e profissionalizantes. Em 2022, a expansão do negócio foi de 949%, com faturamento de 35,7 milhões de reais.


150 a 300 milhões


7º lugar: Jurunense - Mantém uma rede de lojas físicas e online para material de construção e utilidades do lar, além de produtos de beleza.


Fonte: Revista Exame


VEJA MAIS


bottom of page