top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Embrapa divulga selecionados do edital InovAmaz 2023

Evento apresenta as propostas selecionadas e debate a bioeconomia em ideias e sabores


Cinco propostas foram selecionadas na chamada pública de Inovação Aberta para a Amazônia, do Programa InovAmaz 2023, da Embrapa Amazônia Oriental. As cinco finalistas apresentarão suas propostas à cadeia de inovação em bioeconomia, imprensa e agentes financiadores no dia 12 de dezembro, na sede da Embrapa Amazônia Oriental, em Belém (PA). O evento conta ainda com um debate com especialistas, apresentação de cases de sucesso e uma degustação de produtos da sociobiodiversidade amazônica.


Os selecionados foram: a empresa Manioca, com duas propostas: quantificação de compostos cianogênicos na cadeia produtiva de tucupi amarelo e desenvolvimento de processo para reaproveitamento do resíduo da temperagem do tucupi; a ParaOil, propôs a produção de blend de manteiga de cupuaçu com o óleo de andiroba; a AirBee, com o mapeamento da flora alvo meliponícola para crescimento sustentável no estado do Pará; e a Wood Scan, que visa desenvolver um processo de inspeção de tipologia e/ou identificação botânica de espécies de madeiras da Amazônia.

 

Foto: Arte/NCO

Soluções em bioeconomia

O InovAmaz 2023 foi o segundo edital de inovação aberta lançado pela Embrapa no Pará e buscava parceiros em todo território nacional, para desenvolver em conjunto, soluções tecnológicas inovadoras com impacto social, ambiental e econômico para o território amazônico.


Para Bruno Giovany de Maria, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia, da Embrapa Amazônia Oriental, as propostas, selecionadas a partir de critérios técnicos, têm grande potencial para desenvolver soluções sustentáveis de impacto para a cadeia da bioeconomia regional. Ele explicou que os projetos deverão ser executados no prazo máximo de até 60 meses, após o início oficial do projeto, e de acordo com a fonte financiadora.


“Hoje em dia ninguém faz inovação sozinho, pois as competências estão distribuídas nas mais diversas instituições e nos mais diversos ambientes, assim como na sociedade em geral. Para fazer inovação precisamos entender quais dores e quais as oportunidades reais de mercado. A inovação pode ocorrer de modo econômico, ou um pacto social de impacto ambiental, mas precisa partir de uma intervenção ou da criação de um novo produto, que modifique para melhor a vida das pessoas ou comunidades”, afirmou.


O gestor lembrou ainda que a Amazônia é dona de uma biodiversidade imensa, com potencial inimaginável de oportunidades a partir de micro-organismos, espécies vegetais e animais e que, identificadas, podem gerar insumos, ingredientes para cosméticos, fármacos e outros produtos de alto valor agregado, mantendo a floresta em pé e com benefícios para toda sociedade. “A gente só consegue isso unindo esforços. A Embrapa tem capacidade técnica, infraestrutura, mas precisa de parceiros comerciais para gerar escala e levar as soluções ao mercado, para o dia a dia das pessoas”, enfatiza Bruno Giovany.


Programação

Durante toda a manhã do dia 12 de dezembro, a Embrapa, parceiros selecionados no edital e diversos atores da cadeia da bioeconomia irão debater e até degustar o potencial da sociobiodiversidade amazônica.


Painéis com especialistas explicam porque ser parceiro da Embrapa é um bom negócio e quais os desafios e oportunidades de se fazer inovação de impacto na Amazônia. E nada melhor do que conhecer experiências inspiradoras de sucesso, para pensar junto como fazer mais e melhor para manter a floresta em pé, gerando renda e benefícios às comunidades e toda a sociedade.


Parceiros como o Sebrae, Fundo JBS, Associação dos Negócios da Sociobioeconomia da Amazônia (ASSOBIO), Rede Bragantina, Emerge entre outros, já confirmaram presença e compartilham suas experiências nessa jornada de inovação.


O convite à imersão a esse ecossistema de inovação se encerra com o aguçar dos cinco sentidos, com a degustação de produtos que revelam, em cores e sabores, uma pequena mostra das potencialidades da sociobiodiversidade amazônica.


Embrapa



Leia Mais:

  • Descubra um novo jeito de fazer network e desenvolver novas habilidades com a Comunidade Belém Negócios 

  • Faça parte do BlackStage, mentoria empresarial inédita no Norte do Brasil

  • Acompanhe todas as notícias do Belém Negócios, entre para o Grupo no WhatsApp 

  • Belém Negócios lança iniciativa Oficina de Negócios, um ambiente exclusivo para quem quer começar a sua própria empresa


Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page