top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Você já Configurou Limites para Pix? Motivos para Fazer Agora

Função foi adicionada em novembro de 2021, como medida para proteger os usuários do aumento de crimes



Uma pesquisa publicada pela C6 Bank, em parceria com a Ipec, revelou que cerca de metade dos brasileiros adeptos ao Pix não configurou limites para as transações instantâneas, mesmo que 70% saiba que isso já é possível. Levantamento foi feito entre os dias 20 e 27 de maio, e entrevistou 2.000 pessoas das classes A, B e C e com acesso à internet.


  • 47% ainda não ajustaram os limites de transferência.



Os bancos e instituições financeiras já permitem os ajustes de acordo com o horário e o tipo de transação.


A função foi adicionada pelo Banco Central em novembro de 2021. A medida é uma estratégia para proteger os usuários do aumento de crimes associados ao sistema.


A preocupação da instituição era com sequestros-relâmpago em que o cliente é obrigado a fazer transferências pelo sistema. Hoje, o setor financeiro relata o aumento de roubos e furtos de celulares, muitas vezes seguidos de transferências de dinheiro, via Pix, para outras contas.


A pesquisa observou:


  • 36% dos brasileiros já definiram novos valores para as transferências com Pix

  • 6% deles fizeram o ajuste para apenas um dos bancos que utilizam

  • 12% responderam não se lembrar


“O ideal é que as pessoas ajustem os limites diário e noturno de transações com Pix para o menor valor possível, de acordo com seus gastos diários”, diz em nota José Luiz Santana, head de cibersegurança do C6. Os bancos permitem o ajuste dos limites em seus aplicativos.


O levantamento também perguntou sobre fraudes. Ao todo, quase 30% dos entrevistados afirmaram que outra pessoa já tentou fazer compras ou contratar serviços em seu nome.



*Com informações da InfoMoney


 

Quer receber mais notícias como essa? Faça parte do nosso grupo do WhatsApp e siga nosso perfil do Instagram. Junte-se a nós. Nossa comunidade tem muito a ganhar com você. Leia conteúdos exclusivos e acesse ferramentas premium. Assine o Belém Negócios. Planos a partir de R$9,90/mês.

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page