top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Relatório Liga 182 Marcas De Moda Ao Desmatamento Da Amazônia

Atualizado: 4 de jan. de 2022

Um mercado de luxo envolvido até o "couro" com o desmatamento da floresta amazônica


Especializado em pesquisa de cadeia de custódia, identificando e rastreando matérias-primas à medida em que se movem por redes produtivas complexas, o Stand.earth rastreia a destruição ambiental e as violações de direitos humanos relacionados à produção de diversos produtos.⁠

O grupo analisou quase 500 mil listas de documentos alfandegários obtidos de cruzamento de dados coletados de diversas fontes, como: dados da alfândega brasileira, vietnamita, chinesa, indiana, paquistanesa; dados estatísticos; sites de processadores de couro; relatórios anuais; apresentações para investidores e relatórios de ESG; postagem em mídias sociais de processadores de couro; lista de divulgação aberta de fornecedores de marcas de moda; o banco de dados Internet Archive e banco de dados de SRG - ”Security Requirements Guide” ou Guia de Requisitos de Segurança, em tradução literal - feito sob medida entre matriz, subsidiária e marca. ⁠

O Stand.Earth concluiu que todas as empresas que compram diretamente ou indiretamente da JBS por meio de processadores de couro estão sob risco muito alto de estarem associadas ao desmatamento na floresta amazônica. Além disso, o estudo aponta que, embora a JBS seja a maior exportadora de couro no Brasil e objeto da pesquisa, o problema é endêmico para toda a indústria do couro brasileira. Isso inclui outras empresas, como Minerva e Fuga Couros.⁠

Durante a COP26, cerca de 200 pesquisadores apresentaram um relatório com mais de mil páginas alertando para o avanço da destruição da Amazônia e quão perto a floresta está de atingir seu ponto crítico.⁠


Stand Earth relaciona mais de 150 marcas de moda com o desmatamento da floresta Amazônica. O produto que liga essa rede: o couro. A pecuária não só é um dos grandes responsáveis pelas emissões de gases do efeito estufa (GEEs) no país, como é também o principal motivo de desmatamento no bioma. Entre os nomes levantados associados ao desmatamento estão: Louis Vuitton, Dior, Guess, H&M, Nike, Zara, Vans, Tiffany & Co e Tommy Hilfiger.


A partir de uma das principais fornecedoras brasileiras, a JBS, a investigação, que ainda está em curso, resultou em mais de 400 conexões individuais da rede de suprimento entre diversas empresas, como curtumes brasileiros, processadores de couro em vários países, fabricantes de produtos e marcas de moda em todo o mundo. No momento da publicação, o documento já conecta mais de 100 marcas. Cerca de 80% do couro bovino produzido no Brasil é exportado para países como: China e Hong Kong (41.6%), Itália (27.3%), Vietnã (9.6%), Taiwan (5.6%), índia (3.5%), Estados Unidos (2.5%) e Tailândia (2.2%).



Leia o artigo completo no site Modefica.


Texto: Juliana Aguilera


Commentaires


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page