top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Por que o mundo depende do WhatsApp

Não é só um aplicativo de mensagens. Países e empresas do mundo todo usam a ferramenta para fins de negócios e institucionais. Entenda!


Na segunda-feira, o Facebook sofreu uma paralisação de 6 horas (a pior desde 2008) que também derrubou o Instagram e o WhatsApp.


Para muitos usuários americanos, ir para o Twitter e fazer memes foi uma boa opção. No entanto, a paralisação foi muito mais assustadora em outras partes do mundo...

... porque o WhatsApp se tornou uma infraestrutura crítica


De acordo com o Business of Apps, o aplicativo de propriedade doFacebook:

  • Tem usuários de 2,5B+ em todo o mundo

  • É o aplicativo de mensagens mais popular em mais de 100 países

Em países em desenvolvimento com opções de telecomunicações subdesenvolvidas (ou excessivamente caras, como no Brasil), o WhatsApp é a alternativa ao texto.


Sete países - Quênia, África do Sul, Nigéria, Argentina, Malásia, Colômbia e Brasil - têm 90% de sua população no aplicativo.

Muito mais do que mensagens

O WhatsApp oferece serviços críticos (e diferentes) para países ao redor do mundo, segundo o The Washington Post:

  • No Líbano, testes COVID-19 podem ser encomendados no aplicativo

  • Na Argentina, um chatbot conecta pacientes a médicos para relatar sintomas de COVID

  • Uma missão diplomática filipina nos Emirados Árabes Unidos usa o aplicativo como uma linha direta para seus cidadãos que trabalham no país

  • No Brasil, cidadãos usam diretório no aplicativo de mil varejistas

O maior mercado do aplicativo - Índia (390 milhões de usuários) - tem 15 milhões de pequenas empresas usando sua plataforma WhatsApp Business.

A perda do WhatsApp...

... foi um grande ganho para aplicativos de mensagens criptografadas concorrentes:

  • Telegram saltou 55 lugares para o número 1 em downloads de iPhone nos EUA

  • Signal ganhou milhões de usuários depois de receber endosso do CEO do Twitter Jack Dorsey (e do denunciante Edward Snowden)

A paralisação do Facebook aconteceu um dia após o desmascaramento do denunciante da rede social, a ex-funcionária Frances Haugen. Ambos os incidentes - ressaltados pela importância do WhatsApp - dão mais credibilidade à crença de que o Facebook precisa de mais regulamentação.

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page