top of page
Belem-negocios-connection.gif

Natura anuncia novo hub de inovação e tecnologia na região metropolitana de Belém

A empresa reafirmou o compromisso com o meio-ambiente e a população local, o que reflete na economia da empresa, do Estado e do país


Natura hub inovação tecnologia Belém
Foto: Divulgação

Durante o evento de 10 anos do Ecoparque, complexo industrial da Natura, no Pará, na última terça-feira (23), João Paulo Ferreira, CEO da Natura&Co América Latina, juntamente com Josie Romero, vice-presidente de Operações e Logística de Natura &Co, anunciou a futura transformação do Ecoparque num novo hub de inovação e tecnologia, na plataforma da marca na Amazônia, no Pará. Com a presença do governador Hélder Barbalho, e a prefeita de Benevides, cidade onde está instalado o Ecoparque, Luziane Solon, os diretores reafirmaram o compromisso com o meio-ambiente e a população local, o que reflete na economia da empresa, do Estado e do país. 


João Paulo Ferreira, CEO da Natura&Co América Latina. Foto: Paulo Vitale

“A Natura é um case de sucesso sobre o que a floresta precisa. Vim prestigiar quem olha de verdade pelo nosso Estado. Essa empresa escolheu a Amazônia como oportunidade de economia. Que possamos replicar esse modelo e garantir uma sociobioeconomia que cuida do meio-ambiente e de quem vive embaixo das árvores”, comentou o governador, enfatizando a necessidade de desenvolver a floresta e cuidar das pessoas. Lembrando que Belém será sede da Conferência do Clima sobre Mudanças Climáticas (COP 30), marcada para ocorrer entre os dias 10 e 21 de novembro de 2025.


Josie Romero, vice-presidente de Operações e Logística de Natura &Co. Foto: Celso Tavares/G1

Segundo Josie, não tem como falar em inovação sem falar em pessoas. “A gente tem recebido muitas visitas de fornecedores interessados. São das áreas químicas, de embalagem, de perfumaria e de tecnologia. Essa semana, por exemplo,  já temos algumas visitas que vão acontecer amanhã (24) A gente tem, não só interessados na questão fabril, de pesquisa, de desenvolvimento científica e de tecnologia”, explica Josy, que ressalta que a escolha dos parceiros vai além do lucro.


“Queremos gerar negócios sustentáveis. Nós acreditamos na Amazônia como plataforma potente de inovação pra resolver problemas no mundo. Nosso modelo é solução de negócio pra geração de prosperidade de muitas mulheres e famílias. Pra ampliar isso, precisamos de mais gente sonhando o mesmo sonho junto com a gente. Empresas de outros ramos que queiram investir na região para tirar todo proveito produtivo de prosperidade”.


Segundo a executiva, a fábrica de sabonete foi uma maneira de fazer a operação acontecer, mas a partir de agora vem um futuro de expansão para outros pilares da indústria e da pesquisa, do desenvolvimento, no entanto, devendo ser um negócio sempre voltado pra vocação local, através das riquezas do próprio estado. Outra premissa crucial para Natura é o uso da mão de obra local. 

 

“A gente pode atrair todos tipos de empresa que queira vir pra cá, mas que queiram servir outras empresas que vão estar por aqui”, comenta Josie. A vice-diretora afirmou a necessidade das futuras parceiras serem alinhadas com o mesmo propósito da Natura, engajada com o ser humano, o meio-ambiente e o lucro., além do uso da sóciobiodiversidade, da regeneração e da  geração de prosperidade. 


Folha de Pernambuco


Leia Mais:



Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page