top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

FUSÃO: Controladora De Shoppings de Belém se Torna Líder da América Latina

Companhia avaliada em R$ 12 bilhões terá 69 shoppings e mais de 13 mil lojas


Shoppings de Belém, Boulevard Shopping
Imagem: Aliansce Sonae

Acionistas da brMalls e da Aliansce Sonae aprovaram a combinação de negócios entre as companhias em assembleia extraordinária realizada nesta quarta-feira (8).


A consumação da operação está sujeita à verificação das condições suspensivas previstas no protocolo e justificação da incorporação das ações de emissão da brMalls, incluindo a aprovação da operação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica(Cade).


Veja também:



Segundo comunicado, a nova companhia será a maior plataforma de shoppings da América Latina. Ela nasce avaliada pelo mercado em R$ 12 bilhões, com 69 shoppings e cerca de 13 mil lojas, que recebem aproximadamente 60 milhões de visitantes por mês.


Uma vez que as ações de emissão da brMalls apresentam liquidez e dispersão no mercado, os acionistas da brMalls dissidentes na assembleia geral extraordinária da brMalls que deliberar sobre a operação não terão direito de retirada.


Os acionistas da Aliansce Sonae também não possuem direito de retirada nos termos da Lei das S.A.


Relembre o processo que envolve brMalls e Aliansce


A primeira vez que foi noticiado que a Aliansce Sonae enviou uma proposta não vinculante de combinação de negócios ao Conselho de Administração da bRMalls Participações foi em janeiro deste ano.


Nos termos da primeira proposta, os acionistas da brMalls receberiam em R$ 1,35 bilhão em dinheiro (R$ 1,70 por ação) – o equivalente a 20% do valor de mercado da companhia atualmente – e ficariam com 50% da nova empresa, recebendo 265.013.405 novas ações ordinárias de emissão de Aliansce. Esses termos levaram a Aliansce Sonae a definir a operação como uma “fusão entre iguais”.


Posteriormente, o acordo foi fechado com os acionistas da brMalls recebendo 326,34 milhões de novas ações ordinárias da Aliansce Sonae, equivalente a 55,13%, e uma parcela em dinheiro de R$ 1,25 bilhão, correspondentes a R$ 1,509163 por ação.


*Conteúdo publicado originalmente no InfoMoney

 

Quer receber mais notícias como essa? Faça parte do nosso grupo do WhatsApp e siga nosso perfil do Instagram.


Junte-se a nós. Nossa comunidade tem muito a ganhar com você. Leia conteúdos exclusivos e acesse ferramentas premium. Assine o Belém Negócios. Planos a partir de R$9,90/mês.

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia