top of page
Belem-negocios-connection.gif

Empresa vai investir R$ 10 milhões para projeto de pecuária regenerativa no Pará

O investimento será destinado para a emissão do Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) que apoiará na recria de gado da Amazônia Legal



A JBS anunciou que pretende investir R$ 10,2 milhões em um Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) que será emitido pela empresa e consultoria Rio Capim. Ao todo, a companhia vai emitir R$ 100 milhões em CRA, sendo R$ 50 milhões nesta semana e outros R$ 50 milhões no ano que vem, para levantar recursos para apoio na recria de gado na Amazônia Legal, com rastreabilidade desde o início da cadeia.


A emissão será lastreada ao programa “Juntos: Pessoas+Floresta+Amazônia”, do Fundo JBS pela Amazônia. No ano passado, a JBS destinou R$ 10 milhões, por meio do fundo, para que este projeto fosse viabilizado.


“Os valores serão aplicados no atendimento de 3.500 pequenos criadores de gado atuantes na área da Amazônia Legal, oferecendo consultoria sobre o uso da terra, aumentando a rentabilidade e freando o desmatamento ilegal do bioma”, informou o fundo em nota.


O CRA terá um comitê de risco e impacto, que será formada pela Vox Capital, a Rio Capim e um integrante independente com a função de acompanhar as questões operacionais viabilizadas pelo programa “Juntos”. O comitê vai verificar o resultado das mitigações alcançadas e informá-las aos investidores interessados.


A abordagem do CRA é via “blended finance”, que permite a obtenção de recursos oriundos de fundos concessionados e privados centrados no projeto de agricultura regenerativa.


“O blended finance permite tanto para o emissor, como para o tomador do crédito, uma taxa muito competitiva. A partir dessa base, o emissor consegue alavancar seu próprio negócio, honrar com seu compromisso, e ao mesmo tempo, criar uma estrutura que o leve a oferecer uma taxa mais atrativa para o mercado”, disse Daniel Brandão, diretor da Vox Capital.


A empresa Rio Capim tem como meta atender 150 famílias do Pará ainda neste ano, e 250 a partir de 2025. Em dez anos o objetivo é chegar a 3,5 mil famílias assistidas.


O fundo JBS estima investir até R$ 100 milhões no programa Juntos em dez anos. No mesmo período, o objetivo é alavancar mais de R$ 900 milhões entre recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), comerciais e doações, além de instrumentos financeiros.


Beefpoint


Leia Mais:



Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page