top of page
Belem-negocios-connection.gif

Ele criou um aplicativo de relacionamento com foco no público acima dos 30 anos

Ideia desenvolvida por startup paraense já está disponível nas lojas de aplicativos


Second Chance
Oswaldo Ferreira, criador do aplicativo de relacionamento Second Chance (Divulgação)

O empresário paraense Oswaldo Ferreira lidera o desenvolvimento do aplicativo de relacionamento Second Chance, que tem em seu público alvo pessoas com 30 anos ou mais. O app também vai estimular o encontro presencial dos casais fornecendo cupons de desconto em estabelecimentos parceiros estrategicamente selecionados.


A ideia foi lançada neste ano e chama atenção pela originalidade. O MVP (Mínimo produto viável) foi desenvolvido através de incentivo subsidiado pelo SEBRAE e subiu à Play Store, loja de aplicativos para sistemas Android, no último dia 14 de março.



Agora Oswaldo trabalha em levantar investimento para dar os passos seguintes, principalmente em tecnologia e equipe.


“Nenhuma empresa consegue ficar de pé sem pessoas e capital de qualidade. Portanto é necessário que tenhamos um time forte e consistente, junto a um investidor que acredite na ideia do Second Chance, visto que tem um potencial de escala imensurável”.


Os usuários terão a disposição um gráfico de compatibilidade baseado nas “5 linguagens do amor” – Livro Best Seller de Gary Chapman – utilizando um pequeno questionário com tecnologia desenvolvida pelo empreendedor.


“A ideia do app é juntar pessoas que já tiveram experiência prévia de união e que buscam por uma segunda chance de viver um amor real.” – Diz o criador.


Casais já existentes também poderão no futuro usufruir dos benefícios que a solução irá trazer em um formato inédito ao público. Pois de acordo com Oswaldo: “O amor verdadeiro acontece off-line e é para todos”.


“É importante ressaltar que estamos em um momento inicial de desenvolvimento para o público em geral, então as funcionalidades ainda são bastante limitadas, porém é uma conquista finalmente ver o app aparecer nas lojas. É uma felicidade bem grande, além de ser uma oportunidade para as pessoas olharem com carinho, principalmente para a área de tecnologia no Pará, das pessoas que trabalham com isso”.


Veja também:

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page