top of page

Conheça 11 Negócios Inovadores que Atuam na Amazônia

Projetos foram selecionados por programação de aceleração. Os finalistas serão apresentados a investidores para receber aportes em 2023


startup amazonia, startups
Imagem: Divulgação

Leia também:


Chegou a hora de conhecer os negócios selecionados para participar da pré-aceleração da Chamada 2022 da AMAZ. O desempenho na pré-aceleração e os resultados das visitas realizadas pela equipe da AMAZ aos negócios serão levados em consideração no momento da escolha dos seis negócios que serão acelerados e receberão investimento em 2023.


Na última etapa do processo, os negócios apresentarão seus pitchs aos investidores e parceiros da AMAZ. Os pitchs e a divulgação dos seis selecionados acontecem durante a realização do 2º FIINSA, que acontece em Manaus nos dias 29 e 30 de novembro de 2022.



Durante três dias de imersão, eles serão apresentados ao Modelo C – metodologia criada a partir de duas ferramentas: Business Model Canvas e Teoria de Mudança -, orientando e estimulando que o negócio e o impacto sejam pensados conjuntamente. Será um momento de muita troca e conexão entre os empreendedores e empreendedoras.


Ekilibre Amazônia (Santarém - PA): marca vegana de cosméticos naturais, com 10 anos no mercado, pautada na valorização da floresta em pé. Seus produtos contêm cerca de 90-96% de insumos florestais, extraídos de forma sustentável por comunidades do Oeste do Pará.


Impacta Finance (Jundiaí - SP): startup de soluções disruptivas focadas em acelerar a economia 3D por meio da tecnologia blockchain. A empresa desenha projetos em web3 para que negócios de impacto possam transformar suas intervenções socioambientais em ativos digitais, que podem ser comercializados por investidores globais de forma descentralizada.


Manawara (Manaus - AM): marca de doces veganos, sem glúten e sem lactose, produzidos a partir de matérias-primas amazônicas. Conta com um portfólio de balas de goma, biscoitos, cereais e castanhas.


Mazô Maná (Altamira - PA): tem como proposta a produção e comercialização de alimentos funcionais com insumos oriundos do extrativismo sustentável e comunitário na Amazônia, com foco no mercado nacional e exportação. O modelo de negócio conta, também, com o desenvolvimento de plataforma de Pagamentos por Serviços Ambientais.


Moda PAIMM (São Paulo - SP): marca de moda sustentável, pioneira em uniformes corporativos. Tem como objetivo a redução no desmatamento da Amazônia por meio da compra de borracha e tecido emborrachado de comunidades extrativistas no Acre e em Rondônia. Está sediada em São Paulo.


Tree Earth (Manaus - AM): plataforma digital (app e web) que conecta pessoas, organizações e empresas que querem plantar árvores com produtores que realizam o plantio. A plataforma permite registro de ações de reflorestamento, certificação digital tokenizada e georreferenciamento.


Via Floresta (Belém - PA): plataforma de serviço de rastreabilidade, comércio justo e capacitações em sustentabilidade, focada nas cadeias da biodiversidade brasileira. O App Via Floresta permite interação entre prestadores de serviços e fornecedores de insumos.


Amazônia Smart Food (Manaus - AM): oferece proteínas veganas de biomassa amazônica, como hambúrguer de tucumã e linguiça de açaí. Se propõe a gerar emprego e renda no campo por meio de capacitação e valorização dos agricultores familiares.



Coopavam (Juruena - MT): compra, beneficia e comercializa produtos derivados da Castanhas do Brasil, com foco para mercado nacional e internacional, inclusive para grandes clientes. Com isso promove geração de renda aos cooperados extrativistas e parceiros de comunidades indígenas.


Cumbaru (Cuiabá - MT): trabalha com a recuperação de pastagens degradadas por meio da implantação de sistemas agrossilvipastoris e manejo sustentável de produtos da sociobiodiversidade. Tem foco em três cadeias principais: Baru, bezerro de corte e produção de leite.


Deveras Amazônia (Santarém - PA): trabalha com a comercialização de produtos alimentícios, como geleias e conservas, baseados em pesquisas científicas de espécies da região amazônica, buscando manter o máximo das características e propriedades após o beneficiamento.

 

Conheça a "Comunidade Belém Negócios". Faça networking e desenvolva novas habilidades. Siga o nosso perfil no Instagram.

bottom of page