top of page
Belem-negocios-connection.gif

Como O WhatsApp Pode Se Tornar O Próximo Gigante Das Redes Sociais

Parte dos planos já foram revelados, mas o mensageiro tem algumas barreiras pela frente



A história dos fundadores do WhatsApp, Brian Acton e Jan Koum, parece um épico moderno.


Depois de serem rejeitados pelo Facebook para trabalhos de engenharia em 2009, a dupla fundou o WhatsApp — depois vendeu-o ao Facebook por US$ 21,8 bilhões 5 anos depois.



Em meados de 2018, ambos os fundadores haviam deixado a empresa, citando disputas com Zuck sobre seus planos de monetizar seu behemoth global de mensagens.


Desde a partida deles...

... Zuck tem lutado para fazer do WhatsApp um gerador de receita. O plano original era transformá-lo em uma mina de ouro publicitária, mas o foco do aplicativo na privacidade dificultou a coleta de dados, forçando a Zuck e a Co. a abandonar a estratégia.


Mas notícias recentes sugerem que Meta brass está finalmente pronto para abraçar esse mesmo foco em privacidade.


De acordo com o TechCrunch, o WhatsApp está planejando lançar um recurso comunidades utilizando a criptografia de ponta a ponta do aplicativo.


Assim como o Facebook Groups, o recurso permitirá que todos os tipos de organizações criem um espaço digital para os membros interagirem. Mas há algumas grandes diferenças:


  • Ao contrário dos grupos, as comunidades são somente para convidados e não podem ser pesquisadas

  • Enquanto os grupos são frequentemente compostos por muitos estranhos com um interesse compartilhado, os membros da comunidade podem ver os números de telefone uns dos outros, tornando uma experiência mais íntima

O recurso também incluirá ferramentas de administração e moderação para combater spam e desinformação.



A mudança...

... poderia ajudar meta permanecer relevante em um cenário de mídia social mudando para a privacidade. O Twitter, o Snap e o próprio Instagram da Meta lançaram recursos que permitem aos usuários distinguir postagens para "amigos próximos".


Ele também adiciona o WhatsApp à lista de aplicativos de mensagens que oferecem funcionalidades comunitárias, incluindo Telegram, Signal e Discord, a startup de bate-papo focado na comunidade que a Microsoft tentou adquirir por US$ 10 bilhões no ano passado.


Então, os fundadores do WhatsApp aprovariam as mais novas ambições de Zuck para seu bebê? Não está claro.


O último tweet de Brian Acton foi em 2018, quando ele encorajou as pessoas a "#deletefacebook". Se ele se sentir igual pelo WhatsApp, provavelmente descobriremos em breve.


*Fonte The Hustle


Quer saber mais? Siga o Belém Negócios no Instagram e no Google News.

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page