top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Como Encontrar o Cofundador Perfeito para o Seu Negócio?

Já dizia o ditado: quer ir rápido, vá sozinho. Quer ir longe, vá acompanhado. A frase é super válida para quem está criando um novo negócio e quer encontrar um cofundador


Na minha história como empreendedora, ter um sócio alinhado foi muito importante. Há muitos motivos pelos quais deve se considerar ter um co-founder, como aumento da produtividade, suporte emocional e a chance de dar certo, times com mais fundadores têm mais possibilidade de sucesso.


De acordo com pesquisa realizada pelo site TechCrunch, startups com dois ou mais fundadores possuem mais chances de serem bem sucedidas. Na verdade, fundadores solitários levam 3,6 vezes mais tempo para chegar na mesma escala do que uma equipe com mais pessoas. Além disso, times bem balanceados levantam 30% mais de dinheiro em funding e crescem 3 vezes mais. Ou seja, motivos não faltam para iniciar um negócio com alguém.



Mas isso não quer dizer que você vai escolher qualquer pessoa para embarcar, afinal é um projeto de longo prazo. Seja amigo, colega ou pessoas com quem já trabalhou, é necessário se atentar às questões como, os objetivos, metas e valores da pessoa. Busque quem te complemente, em todos os sentidos, profissional e emocionalmente, enquanto dividem valores e crenças chave. Não há uma receita de bolo!


O relacionamento entre os fundadores tem que ser otimizado para o longo prazo, todo mundo tem as suas discussões e dias difíceis, faz parte. Inclusive, a diversidade de opiniões é um trunfo para o seu negócio, mas tem coisas que precisam ser evitadas a qualquer custo no momento da discussão, como críticas vazias e ficar na defensiva. Com isso, ter um plano de como lidar com qualquer problema, permite criar um ambiente saudável, onde todos estão preparados e alinhados em como resolver os problemas. Separei três dicas para te ajudar.


1 - Use um framework para feedbacks construtivos: Desentendimentos são partes da vida, mas a forma de lidar nesses momentos é que irão dar a conclusão.

O framework da Comunicação Não Violenta (CNV), fala assim: Quando [observação de um fato], eu sinto [emoção, não pensamento], porque estou precisando de [necessidade universal inegável]. Você poderia [solicitar, ao invés de demandar]?


Dando um exemplo para ficar ainda mais prático, seria assim: “Quando você não entregou a arte ontem de acordo com o prometido, eu fiquei frustrada, porque é preciso respeitar os prazos. Você poderia avisar com antecedência quando não conseguir entregar algo no prazo?”. Tomar consciência não é fácil, requer prática e vontade, mas muda o jogo nas relações.


2 - Alinhamento de expectativas e funções: deixe bem claro, desde o início, quem é o responsável pelo que, os objetivos e funções. Lembre que cada sócio full-time tem uma posição executiva no negócio. Fazer essa separação gera alinhamento e mais produtividade.


3 - Exercite a vulnerabilidade: o relacionamento entre os sócios deve ter o máximo de confiança. Isso é construído com base na transparência total, empatia e vulnerabilidade. Não deixe as pequenas coisas se transformarem em grandes, comunique sempre.


Agora, você sabia que empreender em casal ou com família é muito mais comum do que se imagina? E, provavelmente, você conhece algum negócio familiar perto de você. Apesar disso, cansei de escutar pessoas falando que enlouqueceriam se trabalhassem com seus parceiros e a verdade, é que de fato, não é fácil.



Quando você empreende junto, começa a passar 24 horas com seu parceiro ou parceira. São muitas horas de trabalho, poucas de lazer e as coisas se confundem muito. Por isso, muitas vezes essa dinâmica acaba aumentando a tensão entre o casal, se não há mecanismos claros de prevenção.


Além das recomendações padrões que valem em qualquer sociedade, existem algumas outras dicas quando envolve parceiro ou família, como buscar virar bem a chave do pessoal versus profissional ao longo do dia, evite usar termos de relacionamento ou manifestações, como beijos e abraços, o que ajuda a deixar as coisas mais separadas e traz um tom mais profissional para o ambiente.


Além de não tomar críticas profissionais para o lado pessoal; estabeleça rituais no dia a dia onde o foco seja o seu relacionamento e a família, treinar junto ou ter um dia de jantar romântico, por exemplo. E sempre comunique 10x mais do que você acha ser saudável.


A comunicação empática e transparente é a chave em todos os pontos, seja na procura de um co-founder ou no relacionamento pessoal.


*Débora Spada é cofundadora da Start Empreendedor, edtech criada por empreendedores para empreendedores, com o propósito de apoiar em todas as etapas da jornada de uma startup, da fase inicial a aqueles que já estão prontos para escalar o seu negócio. Debby, como gosta de ser chamada, tem como missão empoderar outras mulheres, incentivando-as para que encontrem o seu poder dentro de si e sejam donas da própria vida. Reconhece e fortalece o papel individual das mulheres na sociedade e trabalha para que alcancem uma vida mais leve, independente e completa.


*Por Debora Spada

 

Conheça a "Comunidade Belém Negócios". Faça networking e desenvolva novas habilidades.


Siga o nosso perfil no Instagram.


Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia