top of page

Com investimento de R$ 1 bilhão siderúrgica expande produção em unidade no Pará

Expansão de siderúrgica, que terá capacidade de produção mais do que duplicada, marca nova fase da companhia

O Grupo Aço Cearense iniciou a produção de sua nova unidade de laminação, na Sinobras, siderúrgica pertencente ao conglomerado, que fica em Marabá, no Pará. O investimento para a expansão foi de R$ 1 bilhão.


Com a implantação da nova área da siderúrgica, a capacidade de produção vai mais que duplicar, passando de 380 mil toneladas para 850 mil toneladas de aço laminado ao ano.


Dotada de tecnologia de ponta, a indústria já começou a entregar as primeiras bobinas de fio-máquina. Esses artigos são a matéria-prima para outros produtos de aço, como arames para lã de aço, fixadores, eletrodos e solda MIG, sendo usados nas aplicações em agropecuária, construção civil, eletrificação, cabos, linha branca, etc.


A expansão permite à empresa a oferta de novos produtos no mercado nacional, como o vergalhão em rolo (bobina e spooler) e fio-máquina.


O projeto bilionário compreende, além da instalação da laminadora, uma nova subestação e linha de transmissão de 230kV, que suprirá o crescimento da demanda de cargas elétricas da produtora de aço.

“Esta conquista representa um marco significativo para o Grupo Aço Cearense, elevando-nos a um patamar ainda mais alto. Ao dobrarmos o tamanho da Sinobras, não apenas expandimos nossas operações, mas também estamos transformando nossa empresa em uma potência, gerando novas oportunidades", comenta Milton Lima, diretor industrial do Grupo.


Diário do Nordeste


Leia Mais:

  • Descubra um novo jeito de fazer network e desenvolver novas habilidades com a Comunidade Belém Negócios

  • Faça parte do BlackStage, mentoria empresarial inédita no Norte do Brasil

  • Acompanhe todas as notícias do Belém Negócios, entre para o Grupo no WhatsApp

  • Belém Negócios lança iniciativa Oficina de Negócios, um ambiente exclusivo para quem quer começar a sua própria empresa


bottom of page