top of page

Carnaval: Veja como será a ocupação de hotéis em Belém e outras capitais

Rio de Janeiro deve atingir 100% de lotação



Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih) mostra que a taxa de ocupação de leitos na rede hoteleira do país durante o feriado de carnaval deverá ser alta, especialmente nos estados com tradição de folia.


“Já estamos alcançando bons índices, mas eles tendem a aumentar até o início do carnaval, pois o turista nacional deixa para fazer as reservas na última hora”, afirmou o presidente da entidade, Manoel Linhares.



No Sudeste, no Rio de Janeiro, a capital carioca, um dos principais destinos carnavalescos do país, está prevista uma ocupação de 85%, com expectativa de alcançar algo próximo dos 100% durante os dias de folia. A Região dos Lagos também se destaca e deve chegar a 100% de ocupação. Na Costa Verde, Paraty e Angra dos Reis, a ocupação deve ser militar. Cidades das regiões Serrana e do Centro-Sul fluminense, para aqueles que pretendem escapar do carnaval, têm expectativa acima dos 85%. Em São Paulo, destinos do interior e do litoral apresentam índices próximos a 95%, enquanto na capital eles estão por volta de 55%. Espírito Santo (90%) e Minas Gerais, com destaque para Belo Horizonte (62%), também terão boa ocupação de leitos.


Os estados de Pernambuco, Bahia e Rio Grande do Norte estão próximos a 100% de ocupação. Em seguida, aparecem Sergipe (90%), Alagoas (83%), Ceará e Maranhão (80%), Paraíba (75%) e Piauí (69%).


Na Região Centro-Oeste, o estado de Goiás também apresenta números animadores, segundo a ABIH. As cidades de Caldas Novas (100%), Rio Quente (98%), Pirenópolis (90%) e Aruanã (70%) são os destaques, enquanto a capital Goiânia deve ficar em 45%, mesmo número do estado de Mato Grosso. Em Mato Grosso do Sul, com destaque a turística Bonito, a expectativa é 85%. Na capital, Campo Grande, a ocupação é de 40%. Em Brasília, a taxa de ocupação na rede hoteleira deve ficar em apenas 25%.


A Região Norte, mais especificamente no Acre, o índice de ocupação de hotéis deve chegar a 70%. No Pará, o interior está no mesmo patamar, com a capital Belém ficando em 15%. Já no Amapá, a expectativa é de 40% dos apartamentos ocupados, enquanto no Tocantins, a ocupação deve chegar a 30%.


No Sul do país, a rede hoteleira que abrangem as praias gaúchas trabalham com a expectativa de atingir 100% de ocupação, enquanto Gramado e Canela, no interior do Rio Grande do Sul, devem ficar em 80%. Outra cidade turística da região, Bento Gonçalves, pode checar a 70%. Em Santa Catarina, Florianópolis tem expectativa próxima de 100% de hotéis ocupados, seguida da Costa Verde & Mar (90%), Vale do Contestado e Caminho dos Príncipes (80%) e Caminhos do Alto Vale (78%). Já no Paraná, a estimativa é chegar a 60%.


“No primeiro carnaval após a pandemia, estamos chegando a índices próximos aos do carnaval de 2020. A recuperação da hotelaria nacional, porém, ainda não está consolidada e será lenta, pois no período da pandemia 80% dos hotéis ficaram fechados e os 20% que permaneceram em operação registram ocupação entre 5% a 8%”, complementou Linhares.


*Fonte: MoneyReport

 

Conheça a Comunidade Belém Negócios. Faça networking e desenvolva novas habilidades. Siga o perfil do Belém Negócios no Instagram.

bottom of page