top of page
Belem-negocios-connection.gif

Bio-Business Amazônia: Novo Instituto Deve Identificar Oportunidades De Negócios na Região Amazônica

O primeiro encontro do evento associado ao Fórum Mundial de BioEconomia aconteceu com representantes do estado, empresas e investidores


Titular da Semas, Mauro O’de Almeida

O governador Helder Barbalho participou, na noite desta terça-feira (19), do Bio-business Amazônia, evento associado ao Fórum Mundial de Bioeconomia. O encontro teve como objetivo conectar representantes dos setores da produção, mercado, inovação, investidores, cooperação internacional, sociedade civil e governos para discutir e identificar oportunidades de negócios e impulsionar o desenvolvimento contínuo da bioeconomia paraense e de outros pontos da Amazônia.


A iniciativa é promovida pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e do Instituto de Terras do Pará (Iterpa); pelo Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia); pela Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


Como resultados do evento, será criada a Rede Bio-business Amazônia, cuja finalidade é estabelecer um intercâmbio permanente para a identificação de oportunidade de negócios e o desenvolvimento da bioeconomia no Pará e na Amazônia, e instituído o Bio-business como evento anual permanente no Pará e, eventualmente, em outros estados amazônicos.


Para proporcionar intercâmbio de informações e criação de network entre convidados e inscritos, cada rodada de talks (palestras específicas) terá três painelistas de diferentes setores - produção, mercado, pesquisa e inovação aplicadas, investimento e financeiro.


Governador Helder Barbalho ressaltou o potencial de desenvolvimento da bioeconomia

O Bio-business Amazônia também contou com a presença de integrantes das embaixadas da Alemanha, Noruega e França, e da Comunidade Econômica Europeia.


Com informações do A. Pará.

Commentaires


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page