top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Belém adota plataformas para promover transformação digital no trânsito

Os serviços serão integrados em uma plataforma única que facilitará o acesso as infrações de trânsito e concederá descontos no pagamento das multas, além de facilitar o acesso aos serviços da Semob


Os serviços serão integrados em uma plataforma única que facilitará o acesso as infrações de trânsito e concederá descontos no pagamento das multas
Foto: Pedro Guerreiro/Ag.Pará

Com o objetivo de modernizar o sistema viário de fiscalização de trânsito do município, a prefeitura de Belém assinou o termo de adesão ao sistema Radar, do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O sistema vai promover o avanço tecnológico e facilidade no acesso aos serviços da Superintendência de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) e celeridade na resolução das informações referentes aos dados de usuários e infrações de trânsitos.


O Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) funcionará de forma integrada à plataforma Radar, permitindo que os condutores acessem suas infrações diretamente no celular, além de tornar possível obter descontos de até 40% no pagamento das infrações de trânsito.


Qualidade e agilidade

O Radar aproximará os serviços do município à população, com maior qualidade e agilidade, e vai englobar informações sobre as infrações cometidas e forma de pagamento.

O prazo para implantação do sistema modernizado ocorrerá, gradativamente, ao longo de 90 dias. A Prefeitura de Belém, por meio da Semob, informará à população o início de funcionamento da plataforma na capital paraense.


No dia a dia, o sistema Radar vai identificar pontos que precisam de interdição e mapear os problemas da cidade em relação à mobilidade. "O usuário vai poder acompanhar melhor a forma que ele se comporta no trânsito. Tudo isso em uma única plataforma. Por exemplo, aquele usuário que cometeu uma infração, vai ter o serviço muito mais célere para regularizar a sua pendência junto ao órgão de trânsito do município", explicou a superintendente de Mobilidade Urbana de Belém, Ana Valéria Borges.


Transparência

O Serpro, empresa pública vinculada ao Ministério da Fazenda, é uma das maiores empresas públicas de serviços de tecnologia da informação do Brasil e desenvolve soluções de transparência para receita e gastos públicos. O Serviço Federal administra dados sensíveis de todos os brasileiros e tem a responsabilidade de administrar e organizar informações dos serviços de identificação nacional e outras atribuições, que inclui o Cadastro de Pessoa Física (CPF), Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH).


No ato de assinatura, a Comissão do Serpro se colocou à disposição da Prefeitura de Belém para executar serviços de dados durante a realização da  COP-30, que ocorrerá na capital paraense em novembro de 2025. 


Modernização tecnológica

"Esse momento de assinatura significa estar melhorando tecnologicamente a estrutura viária de fiscalização de trânsito do município. Nosso objetivo em relação à Prefeitura de Belém é que a gente consiga ampliar esses serviços e promover um processo de modernização tecnológica, que melhore a prestação de serviços para as pessoas. Nós podemos contribuir com o município, tratando esses dados e dando informações precisas para o gestor tomar as melhores decisões e executar os melhores gastos", explicou o assessor da presidência do Serpro, André Agathe.


Além do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, e da superintendente executiva de Mobilidade Urbana de Belém, Ana Valéria Borges, participaram do ato de assinatura os representantes do Serpro: superintendente de Novos Negócios, Thiago Baere; superintendente de Governo Digital-G20 e Divisão de Municípios, Guilherme Álvares, e Território Região Norte, Luiz Pedro.


Ag. Belém


Leia Mais:

Commentaires


Últimas notícias

Publique uma notícia