top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Através de iniciativas Govtech, Parque de Tecnologia oferece soluções para o setor público

Áreas como meio ambiente, trânsito e educação são atendidas por empresas localizadas no Parque de Ciência e Tecnologia



O Parque de Ciência e Tecnologia (PCT) Guamá oferece um leque de possibilidades para empresas públicas e privadas que buscam inovações. No complexo, mais de 80 empresas entre residentes e associados, além de 11 laboratórios, desenvolvem serviços que contribuem com o mercado e população em geral com iniciativas Govtech, um conjunto de infraestruturas, atores e soluções que utilizam a inovação para melhorar serviços e processos públicos.


Conhecer espaços verdes da cidade e fazer um tour virtual na fauna e flora e em áreas de lazer, é possível a partir de um clique na tela do celular. A tecnologia foi implementada pela startup Execute, instalada no PCT Guamá, responsável pelo desenvolvimento de um aplicativo para o setor público.


“O app oferece a busca de parques, praças, arborização e áreas verdes de Belém. O bosque Rodrigues Alves e o Horto Municipal foram destacados no lançamento do aplicativo, e outros locais da capital e distritos, já estão sendo cadastrados no banco de dados”, explica Adailton Magalhães, diretor-executivo da empresa.


De acordo com o PCT Guamá, a ferramenta fornece informações sobre o meio ambiente a partir de categorias selecionadas, tem busca em realidade aumentada usando a câmera do celular e o GPS, onde o usuário pode visualizar localização e distâncias desses locais. O app também permite que turistas acessem dados em idiomas como inglês, espanhol e francês, através da tradução automática.


A plataforma possibilita ainda contato direto com órgão responsável pelo meio ambiente, para solicitação de serviços ou para denúncias de crimes ambientais. Criação de jogos, visualização de fotos em 360 graus, são outras possibilidades que serão inseridas no app. “O Parque é um ambiente que acaba atraindo olhares de quem está atrás de inovação, e através da Fundação Guamá isso facilitou o processo de desenvolvimento dessa ideia 100% local, isso é bem legal, e mostra o potencial dessas conexões do PCT Guamá para facilitar os negócios”, enfatiza Adailton.


Tecnologia a favor da mobilidade urbana

Facilidades para motoristas, fiscalização de trânsito rápida e eficiente também são possibilidades inovadoras. Duas soluções desenvolvidas pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa nacional pública, referência no mercado de Tecnologia da Informação (TI) no Brasil, estão disponíveis na Regional Belém do Serpro, que funciona no PCT Guamá.


O Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) é uma ferramenta que permite o recebimento eletrônico de multas com desconto de até 40% no pagamento. Quando um órgão faz a adesão ao SNE, ele passa a ter a capacidade de encaminhar as autuações aos proprietários de veículos diretamente por um dispositivo móvel ou pelo site da internet. A economia com a impressão, envio e trâmite administrativo pode ser repassada ao cidadão ou empresa.


Atualmente a cobertura dessa ferramenta inclui rodovias federais, 829 prefeituras e quase a totalidade dos Detrans em todo país. Mais de 18 milhões de veículos em todo o Brasil utilizam o SNE. Desde que foi lançado, em novembro de 2016, o sistema já economizou mais de R$ 625 milhões no pagamento de infrações de trânsito dos motoristas brasileiros.


Outra tecnologia do Serpro é o Radar, solução desenvolvida em 2017 para o gerenciamento de multas de trânsito para estados e municípios. O sistema realiza a gestão da infração desde o registro eletrônico ou manual pelo agente de trânsito até a impressão das autuações e o gerenciamento de postagens das notificações para pagamento das multas.


O Radar também já é utilizado por vários órgãos autuadores em todo país, são cinquenta e três municípios. No Pará, por exemplo, as soluções já são utilizadas por órgãos como o Departamento de Trânsito do Pará (Detran), e pela sua Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob). "O ecossistema tecnológico da Região Norte tem apresentado um crescimento significativo. A presença do Serpro traz soluções de ponta do governo federal para esse ambiente e contribui para a troca de conhecimento e incentivo à inovação", explica Adgerson Galeno, representante da Regional do Serpro em Belém.


Inovação para o ensino

Outra empresa instalada no PCT Guamá que também atende demandas do setor público é a Inteceleri, a startup desenvolve tecnologia para educação. “Hoje 90% dos nossos clientes são da administração pública, nossas soluções foram desenvolvidas pensando nas escolas públicas do Brasil, pois cerca de 73% dos alunos brasileiros estão nelas necessitando de inovação para mudar a realidade deles”, comenta Walter Oliveira Júnior, diretor-executivo da empresa.


Residente do complexo desde 2016, a presença no ambiente de inovação do Pará tem sido fundamental para os negócios. “A Inteceleri só chegou onde chegou graças ao potencial do PCT Guamá, onde produzimos tecnologia conectados com a ciência através das universidades. Costumamos dizer que esse ambiente converte ciência em produto para sociedade, no nosso caso na área de educação. Recebemos várias demandas das secretarias municipais e estaduais”, afirma Walter.


A startup oferece para a gestão municipal e estadual, por exemplo, projetos que utilizam a tecnologia no ensino da geometria plana e espacial no ambiente virtual, tem ainda uma metodologia inovadora para ensinar as operações básicas da matemática, são atividades educacionais que desenvolvem habilidades de cálculo, pensamento computacional e raciocínio lógico. “Já impactamos mais de 500 mil alunos em 6 estados como o Pará, Amapá, Ceará, Maranhão, Amazonas e São Paulo, e estamos em prospecções com Portugal e França”, destaca.


Atuação pública e privada

Projetos públicos e privados podem contar com a competência do PCT Guamá por meio de startups e laboratórios em áreas como Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), biotecnologia, educação, finanças, alimentos, energia, construção civil, automação e equipamentos, entre outras. Interessados devem entrar em contato pelos números (55) (91) 3321 8908 ou 3321 8909 e pelo e-mail servicos@fundacaoguama.org.br.


Agência Pará


Leia Mais:

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page