top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

Aprenda com este exemplo da Nubank a criar uma campanha social de impacto

Atualizado: 29 de jun. de 2021

A startup lançou nesta quarta (24) uma ação inteligente que vai impactar positivamente milhares de pessoas e o BN aproveitou para compartilhar um passo a passo para você também criar sua campanha social (se você estiver preparado, o seu negócio pode alcançar um patamar que só as grandes conseguem). Leia!


Aprenda com este exemplo da Nubank a criar uma campanha social de impacto
O urso Ted da Nubank está de volta

A nova campanha do Nubank alcançará um nível de experiência incalculável com seus clientes enquanto a motivação por trás vai garantir à empresa um status social que muitas empresas almejam.


Se você já pensou em criar a sua própria campanha social para impactar milhares de pessoas, continue lendo este artigo. Vamos compartilhar um passo a passo desenvolvido por especialistas. No entanto, é necessário que você esteja preparado para isso.



A nova estratégia do Nubank é criativa e inteligente. Nesta quarta (24), a empresa lançou uma loja virtual para oferecer produtos exclusivos da marca e, com isso, pretende reverter todo o lucro das vendas para entidades que estão impactando positivamente o Brasil.


Uma ideia que partiu de seus próprios clientes


A empresa afirma que muita gente pedia na NuCommunity, a comunidade online do Nu com mais de 280 mil membros, uma loja com artigos roxinhos para usar por aí. Então a startup criou a Lojinha do Nu: um e-commerce para quem ama o Nubank encontrar itens exclusivos.


Ao fazer uma compra na loja o cliente também ajuda instituições que estão impactando positivamente o Brasil: 100% do lucro das vendas dos produtos será revertido para projetos sociais e entidades sem fins lucrativos parceiras do Nu – como a TODXS, que promove a inclusão de pessoas LGBTQIA+.


Loja Nubank: conheça os produtos disponíveis do universo roxo


A Lojinha do Nu tem produtos clássicos como o porta-cartão – quanto itens de edições especiais limitadas.


Neste primeiro momento, estão disponíveis o porta-cartão do Nubank e o ursinho de pelúcia TED – lançado em 2019 como uma ação pontual sobre as altas tarifas de transferências cobradas por bancos tradicionais. O ursinho TED fez tanto sucesso que voltou para a loja do Nubank.


Além desses produtos clássicos, também estão disponíveis porta-cartões e caderninhos com bandeiras LGBTQIA+ para a edição especial do Mês do Orgulho.


Todo o lucro da venda desses produtos será destinado para a TODXS, organização sem fins lucrativos que promove a inclusão de pessoas LGBTQIA+.


Veja alguns dos produtos roxinhos:



Como criar a sua própria campanha social em 3 passos


As empresas estão buscando se mostrar atentas à questões sociais por meio da prática de atos de generosidade. No entanto, é sabido que ações praticadas fazem parte de campanhas de marketing social, com o objetivo de que sejam expostas aos seus consumidores e que gerem visibilidade.


Ou seja, existe dentro desse tipo de estratégia uma responsabilidade social, o qual deve ser levado muito mais em consideração do que a própria promoção da marca, para que não haja interpretações controversas sobre a intenção da campanha.


Se você quer utilizar esta estratégia para o seu negócio, continue lendo este artigo. Vamos explicar como a sua empresa pode se valer de forma inteligente de uma campanha de marketing social.


Uma estratégia poderosa que deve ser minuciosamente pensada


Fique atento.


Ao criar uma campanha social, é preciso entender o máximo sobre o que está falando, a comunicação não deve conter ruídos e a estratégia de lançamento precisa ter uma motivação, para que a sua empresa não caia em uma polêmica viral negativa.


O site MindMiners, especializado em branding, criou este passo a passo para você desenvolver a sua própria campanha social.


1. Tenha certeza que a mensagem criada tem fundamento


Na hora de desenvolver campanhas de marketing social, é importante ter em mente que essa mensagem precisa estar conectada, de alguma forma, com o posicionamento e os valores da marca.


A campanha recente da Pepsi é um dos exemplos de marketing social que foram um fracasso nesse sentido. Numa tentativa de se posicionar como simpatizante de movimentos sociais, a Pepsi acabou banalizando a luta de diversas minorias, sugerindo que tudo pode ser resolvido com um refrigerante.


2. Saiba com quem você está falando


Temas políticos são polêmicos por natureza, o que amplia os riscos de impacto negativo. Para ter certeza de que você não vai deixar muitos consumidores revoltados com a sua marca, é importante entender como o seu público-alvo encara diversos temas. E, com base nisso, decidir se vale a pena associá-los a sua marca.


Para descobrir isso, realize uma pesquisa simples e objetiva.


3. Lance a campanha no momento certo


Vivemos uma era de grandes mudanças. Além disso, o fato das pessoas estarem cada vez mais conectadas significa também que elas estão mais envolvidas com temas e ações de natureza social.


Nesse cenário, uma campanha de engajamento que vem sendo planejada há meses pode ganhar mais relevância ou também perder completamente o sentido em muito pouco tempo. Esteja atento ao mundo ao seu redor.

Commentaires


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page