top of page
Belem-negocios-connection.gif

Amazônia: Iniciativa vai Investir R$800 Mil em Negócios que Mantêm Floresta em Pé

Chamada comandada pela Sitawi para negócios na Amazônia receberem até R$800 mil de investimento é estendida até 27 de novembro


sitawi
Divulgação

Para impulsionar o impacto socioambiental positivo na floresta, a iniciativa possibilita que empreendedores tenham condições de pagamento mais justas que o mercado tradicional, além de terem acesso a uma mentoria especializada.


Possibilitando que mais pessoas e locais se beneficiem do desenvolvimento sustentável, preservando a floresta em pé e gerando emprego e renda, aSitawi Finanças do Bem anuncia a prorrogação do prazo de inscrições da nova Chamada Amazônia. Até o próximo domingo,dia 27 de novembro, empreendedores que geram impacto socioambiental positivo na região amazônica podem inscrever seus negócios através do https://emprestimocoletivo.com.br/financiamento/. Mais uma semana para que iniciativas que contribuam para uma economia local mais pulsante possam ter condições de pleitear o acesso ao empréstimo coletivo com recursos de investidores nacionais. As condições são mais justas que o mercado tradicional e customizadas caso a caso, com acompanhamento de especialistas da Sitawi, investidora de impacto mais ativa do Brasil.



Cada negócio de impacto que atua na região amazônica poderá captar de R$ 100 mil à R$ 800 mil, com possibilidade de carência de até seis meses e pagamento entre 24 e 36 meses. O empréstimo coletivo possibilitará que os negócios tenham acesso a crédito a juros (selic + 2%a.a.*) mais baixos que os praticados no mercado.São aceitas organizações com qualquer formato jurídico, contanto que tenham CNPJ.


De um lado, estão os negócios de impacto que precisam de aportes, mas não têm acesso ou condições de cumprir as exigências de bancos e instituições financeiras tradicionais; do outro, estão pessoas que querem investir na economia verde. Para tornar isso possível, a Sitawi facilita e promove essas conexões há quase 15 anos, tendo o impacto socioambiental positivo como prioridade.


“A chamada voltada para negócios de impacto da Amazônia tem o objetivo de alavancar essas organizações para que expandam e aprimorem sua atuação, permitindo um desenvolvimento econômico e sustentável local. Além de gerar renda para as pessoas e fomentar a economia da região, o investimento nesses negócios contribui diretamente para manter a floresta em pé”, dizBruno Girardi, Gerente de Investimento de Impacto da Sitawi Finanças do Bem.


Para se inscreverem, os empreendimentos devem ter, em primeiro lugar, atuação focada em gerar impacto socioambiental positivo na Amazônia. Também é essencial que possuam uma operação com modelo de negócio viável e capacidade de pagamento do empréstimo.


Além do acesso a capital, a Sitawi fornece acompanhamento e apoio na estruturação da parte financeira dos negócios selecionados na Chamada, possibilitando a conexão com uma rede de mentores e parceiros.


Até hoje, a Sitawi já mobilizou R$ 5,5 milhões para 16 organizações que atuam na Amazônia e geram impacto positivo para a região, contando com mais de 370 investidores que acreditam que é possível alinhar a missão de manter a floresta em pé com o retorno financeiro.


Inscrição


Os negócios interessados podem se inscrever até o dia27 de novembro de 2022, pelo site da Plataforma Sitawi. Na inscrição será necessário descrever aspectos da organização, como sua missão, finanças, impacto gerado e objetivo da captação.


Seleção dos negócios


A Sitawi, que desde 2008 mobiliza capital a negócios de impacto socioambiental positivo, fará os processos de avaliação e seleção dos negócios. As organizações que se encaixarem no propósito dessa chamada passarão por uma análise criteriosa e aprofundada de dados financeiros, operacionais e de impacto.


A etapa de análise compreende uma pesquisa detalhada sobre a situação financeira e contábil da organização, bem como do modelo de negócio, avaliando a capacidade de pagamento deste empréstimo.


Entre os critérios financeiros analisados estão histórico de geração de receita, fluxo de caixa e planejamento. Além disso, a equipe da Sitawi faz projeções financeiras e estudos de sensibilidade, com a criação de cenários para avaliar a capacidade de pagamento do financiamento e a saúde econômica da organização.


Quanto ao negócio, serão avaliados a governança, fibra ética, capacidade de execução, o mercado em que está inserido e seu modelo de negócio. Em relação ao impacto, a Sitawi estuda tanto a extensão (por exemplo, quantas pessoas serão beneficiadas ou quantos hectares de floresta nativa serão preservados) como a profundidade do impacto (por exemplo, em que medida essa iniciativa melhora a vida dessas pessoas). A avaliação também inclui entrevistas com fundadores, funcionários, clientes, beneficiários e outros atores relevantes para a organização.



As organizações selecionadas e aprovadas no processo de análise irão captar pelaPlataforma Sitawi através do modelo Peer-to-Peer Lending (P2P), que é a junção de capital proveniente de diversas fontes (pessoas físicas ou jurídicas), por meio de uma plataforma digital.


Além da captação de recursos para alavancar suas operações e aumentar a escala do seu impacto, os empreendedores selecionados têm acesso a mentorias para os seus negócios e um acompanhamento personalizado pela equipe de especialistas da Sitawi.


"Precisávamos de capital de giro e fôlego financeiro para chegar em novos mercados e crescer, estabelecendo uma relação muito transparente e boa com a Sitawi. Mais do que o recurso financeiro, a presença e apoio nos processos de gestão interna e visão de futuro são com certeza pontos essenciais, devido ao olhar diferenciado para negócios de impacto que já nos trouxe novas energias e têm nos mostrado novos caminhos a serem trilhados" - Walter Jr., da Inteceleri.


Rodadas de empréstimo coletivo


A Plataforma Sitawi já realizou dez rodadas de investimento para negócios de impacto positivo de todo o Brasil que, no total, contribuíram para mobilizar mais de R$12 milhões, com o apoio de mais de 700 investidores.


As organizações que participaram das rodadas focadas em negócios de impacto da Amazônia já estão usando o recurso captado, por meio do empréstimo coletivo, para expandir atuação e impacto socioambiental. Algumas delas são: COEX Carajás, cooperativa que tem como missão gerar renda e recuperar florestas pela extração e comercialização de produtos florestais do jaborandi; Luisa Abram, organização que produz chocolates a partir do cacau selvagem da amazônica, apoiando as comunidades locais a gerarem renda;100% Amazônia, negócio que atua na comercialização de produtos da floresta amazônica, apoiando a economia da floresta em pé;Tobasa, organização que extrai e através de suas tecnologias consegue aproveitando integral do coco de babaçu, apoiando a economia da floresta em pé.


Modelo de blended finance


O blended finance (ou capital misto) é a combinação de diferentes capitais com expectativas de retorno diferentes, em termos de taxas e de tempo de retorno. A Plataforma Sitawi utiliza esse mecanismo, combinando capital proveniente de diferentes meios - doações ou investimentos - para que sejam atrativos tanto para o empreendedor social quanto para o investidor de impacto. Assim, a Sitawi possibilita o crescimento de organizações que geram impacto socioambiental positivo no mundo. O modelo é estrategicamente usado para estimular investimentos em projetos que contribuem para alcançar as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidas pela ONU.


Sobre a Sitawi


A Sitawi Finanças do Bem é uma organização sem fins lucrativos fundada em 2008 com a missão de mobilizar capital para impacto socioambiental positivo. Pioneira no desenvolvimento de soluções financeiras para impacto, já mobilizou mais de R$330 milhões para impacto socioambiental, beneficiando para além de 12 milhões de pessoas em todo o país.


Veja também:

 

Conheça a Comunidade Belém Negócios. Faça networking e desenvolva novas habilidades. Siga o perfil do Belém Negócios no Instagram.

留言


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page