top of page
Belem-negocios-connection.gif

7 dicas para você definir o nome ideal para a sua empresa

Atualizado: 29 de jun. de 2021

Agência de Marketing Digital ensina o passo a passo mais simples para você escolher o nome da sua marca.


7 dicas para você definir o nome ideal para a sua empresa
Matéria número 3 da série especial "Como Criar e Crescer com Um Novo Negócio"

Dar nome a uma empresa não é uma tarefa fácil. É como escolher o nome de uma criança. Uma decisão que vai durar a vida toda e que vai ajudar a definir a personalidade e as características do novo negócio.


O nome de uma empresa se molda a personalidade e identifica os motivos de sua existência. Fica ainda mais difícil decidir quando não se tem uma consultoria por trás.



A Agência Abel, especializada em criação de conteúdo para negócios digitais, oferece um serviço muito requisitado por pessoas que estão começando a empreender, o Product Naming. Através de técnicas de Brand Marketing, a agência ajuda os clientes, dando dicas essenciais para definir o nome do novo negócio.


O que é Product Naming?


Traduzido do inglês: nomeação de produtos. Disciplina que ajuda a decidir o nome de um produto ou negócio. É um conceito que aborda o processo da escolha de um nome de uma empresa ou organização.


Escolher o nome da empresa é um passo anterior a da criação do logo. E é durante esta etapa que o empreendedor vai definir não só como o seu negócio vai se chamar, mas também toda a personalidade e motivação envolvida.


Veja 7 dicas que o ajudarão a chegar ao nome ideal da sua empresa:


1. Seja claro O nome deve ser claro e objetivo. Não é inteligente confundir a cabeça das pessoas. Por exemplo: Cacau Brasil. A marca remete a chocolate e também lembra que se trata de uma empresa brasileira. O mesmo nome, se for escolhido por uma empresa de finanças, não vai surtir o efeito desejado. 2. Faça o nome vender A sua marca pode ser também descritiva. Se o nome do seu negócio já diz do que se trata, isso irá facilitar que o cliente chegue até você. Ana Flores é um bom exemplo. Mas não significa que precisa ser literal. A Amazon por exemplo, optou por este nome porque desde o início já queria passar a ideia de ser algo grande, abrangente.

3. Crie um nome fácil de lembrar Para ser facilmente lembrado, o nome precisa estar relacionado a uma sensação, atitude, um sentimento. Assim o cérebro terá facilidade para memorizar. Escolha um nome que seja curto, único e com sons familiares. 4. Quanto mais curto melhor Nomes curtos são mais fluidos. Exemplos: Uber, Apple, IBM. Além de reportar a atitudes, sensações e sentimentos, o nome deve ser amigável, como o apelido carinhoso que você deu ao seu amigo que tem um nome comprido. 5. Fácil de soletrar Não crie nomes com as letras W, Y ou K. Isso só vai dificultar na hora de lê-lo e escrevê-lo. Opte também por não utilizar muitas consoantes. Vogais são mais amigáveis. Lembre-se: não confunda, facilite. 6. Seja único A partir do momento que uma nova marca entra em um mercado, irá automaticamente competir com outras. Olhe para as empresas que considera que são suas concorrências diretas e indiretas. Responda o seguinte: o seu nome é parecido com alguma delas? Tem algo na personalidade do seu negócio que vai se sobressaltar? Mostre ao seu público que tem algo novo para se interessar. 7. Público-alvo Você precisa conhecer o seu público-alvo. O seu negócio deve falar a mesma linguagem e demonstrar que possui uma opinião parecida. Pergunte-se: qual é o perfil do seu público? Qual é a faixa etária? O que eles gostam de fazer? Que região da cidade eles moram? Coisas do tipo ajudarão a perceber se o nome da sua empresa será do agrado dele.

Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia

bottom of page