top of page
central-cop-30-belem-2025.gif

1º Terminal de Gás Natural do Pará inaugurou nesta quarta-feira, 28, em Barcarena

O evento, que ocorreu na Vila do Conde em Barcarena, contou com a presença do governador Helder Barbalho e do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira



O Governo do Estado entregou nesta quarta-feira, dia 28, o primeiro Terminal de Gás Natural Liquefeito do Pará. Segundo o Governo do Estado, a entrega do terminal é um marco histórico para a transição energética do estado, com a introdução do Gás Natural como uma fonte de energia de menor custo, com menos poluentes em relação aos demais combustíveis e maior rendimento.


"Um momento histórico em que o Estado do Pará diversifica a sua matriz energética e passa a incrementar a oferta de gás para a indústria, em um primeiro momento, mas logo em seguida também dando oportunidade para a implementação de gás veicular, um combustível que é limpo e ao mesmo tempo mais barato para o consumo", afirmou o governador Helder Barbalho.


A Unidade Termelétrica (UTE) Novo Tempo, em Barcarena, atraiu mais de R$ 1 bilhão em investimentos, gerando mais de 8 mil empregos diretos e indiretos. Apenas com a substituição do combustível usado na geração de energia, 30% menos CO2 será emitido na atmosfera. Além disso, a UTE será conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) colaborando, ainda mais, com a robustez de um dos maiores e mais confiáveis sistemas do planeta.


A Companhia de Gás do Pará é responsável pelo serviço de distribuição e movimentação de gás natural. Será a partir das estações da Companhia, localizadas em Barcarena, que o Gás Natural será distribuído e movimentado inicialmente para clientes do segmento industrial e termoelétrico.


A partir de 2025, o combustível também será usado como alternativa ao carvão mineral em uma termoelétrica, fazendo com que os níveis de carbono sejam reduzidos tanto na geração de energia quanto nos processos industriais. O Complexo Termoelétrico de Barcarena recebeu um investimento de R$2,5 bilhões e um financiamento de R$1,8 bilhão do BNDES. A previsão de inauguração da usina é em julho de 2025.


Anderson Baranov, Vice-Presidente Sênior de Relações Externas da Hydro na América do Sul. Foto: Warner Santana/Diário do Pará

Com investimento aprovado de R$ 1,3 bilhão, a Hydro Alunorte será a primeira consumidora de gás natural do Pará. Segundo Anderson Baranov, Vice-Presidente Sênior de Relações Externas da Hydro na América do Sul e presidente do Simineral, a mudança da matriz energética para a utilização do gás natural em seu processo produtivo, além de contribuir para a descarbonização de suas operações, será um catalisador para a implementação da distribuição de gás em toda a região do Pará.


“Estamos celebrando a chegada da Unidade Flutuante de Armazenamento e Regaseificação no novo terminal da empresa americana New Fortress em Barcarena. É o primeiro navio que trará gás ao Pará”, disse o executivo Anderson Baranov em entrevista ao DOL.


Com informações do DOL e R7


Leia Mais:





Comments


Últimas notícias

Publique uma notícia